Aprovado projeto que define como deverão funcionar os ecopontos em Valinhos

Aprovado projeto que define como deverão funcionar os ecopontos em Valinhos

14 de setembro de 2017 0 comentários

 

Os vereadores aprovaram por unanimidade, na sessão de terça-feira (12), projeto de lei que define como deverão funcionar os ecopontos que vierem a ser instalados em Valinhos. O texto é assinado pelos vereadores Veiga (DEM), César Rocha (Rede), Henrique Conti (PV), Kiko Beloni (PSB) e Mayr (PV). Os ecopontos são áreas destinadas para descarte de material, como móveis e recicláveis,  que normalmente não são recolhidos pelos coletores de lixo.

De acordo com o projeto, os pontos de descarte somente poderão ser utilizados para resíduos de construção civil (até 1 metro cúbico), pneus, lixo tóxico (pilhas, baterias e lâmpadas), material reciclável, material eletrônico, material de biodiesel, material orgânico bruto (folhas e galhos), equipamentos de informática, mobiliário, colchoaria e demais materiais semelhantes.

O texto diz ainda que os ecopontos poderão ser operacionalizados em parceria com empresas privadas, cooperativas e associações sem fins lucrativos, sem qualquer custo para o município.

Para o vereador César Rocha, a instalação de ecopontos em Valinhos é uma questão de economia e respeito ao dinheiro público. “A operação [Jogue Limpo com Valinhos] fica caríssima. Então a criação de ecopontos é importante. A população não tem para onde levar [o lixo] e acaba jogando em buracos, terrenos baldios e terrenos públicos. Se ela não tem opção, não vai ficar esperando um ano pela operação da Prefeitura”, afirmou.

O vereador Mayr destacou que o ganho com os ecopontos é para todos, inclusive para a Prefeitura. “Quando não tem essa questão [coleta do lixo], todo o lixo vai para a Paulínia e paga-se por tonelada”, explicou.

O vereador Mauro Penido (PPS) lamentou o fato de Valinhos ainda não ter nenhum ecoponto. “Nós precisamos de, no mínimo, uns quatro”, afirmou.

O projeto segue para sanção ou veto do prefeito Orestes Previtale (PMDB).

 

 

Adote uma árvore

Também foi aprovado por unanimidade na sessão o projeto de lei do vereador Henrique Conti, que institui em Valinhos o programa “Adote uma Árvore – Valinhos Mais Verde”.  Segundo ele, o objetivo é estimular munícipes, associações de moradores, ONGs e empresas a se tornarem agentes ativos no processo de arborização urbana.

De acordo com a proposta, as espécies plantadas dentro do projeto deverão ser exemplares da flora nacional e, em caso de espécies frutíferas, será necessário estudo técnico adequado de seus locais de plantio.

Todas as mudas deverão ser cercadas para evitar danos ao seu desenvolvimento, e a adoção por parte da população poderá ser tanto das mudas quanto de árvores que já existem no passeio público, em frente aos seus imóveis.

Nenhum comentário até o momento

Ir para uma conversa

Ainda não há comentários!

Você pode ser o primeiro a iniciar uma conversa.

Seus dados estarão seguros!O seu endereço de e-mail não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com terceiros.