Gripe ou resfriado? A grande dúvida nesta época do ano

Gripe ou resfriado? A grande dúvida nesta época do ano

16 de Abril de 2018 0 comentários

A queda de temperatura e a instabilidade do tempo, típicas do outono, já começaram a dar o ar da graça. Junto com isso aparecem incômodos como congestão nasal, dor de garganta e febre

Por Marcia Duarte

Nós estamos passando por um momento onde gripe e resfriados estão aumentando muito. É só a temperatura mudar, que começa tosse, espirro e coriza, sintomas já conhecido por muitos de nós. Mas, você sabe diferenciar quando está com uma gripe ou resfriado? Será que o tratamento é diferente em cada caso? É o que o Jornal Terceira Visão foi investigar junto ao médico pneumologista, Dr. Pedro Pires de Campos Neto. Médico que atua na região de Valinhos há cerca de 10 anos.

Gripe ou resfriado?

O Resfriado é uma infecção respiratória mais comum e se manifesta com sintomas mais brandos. O vírus do resfriado encerra seu ciclo entre 5 a 7 dias, e após esse período os sintomas desaparecem. Lembra rinite alérgica com dor de garganta e febre; geralmente é pouca e baixa e na maioria das vezes até mesmo imperceptível; além de coriza e um pequeno mal estar. Quem apresenta sintomas de resfriado normalmente não tem a necessidade de interromper suas atividades.

Já a gripe os sintomas são mais graves, como febre alta, queda no estado geral, dores de cabeça, muita dor no corpo. A gripe é causada pelo vírus influenza. O paciente apresenta quadro respiratório de vias aéreas superiores e inferiores, atacando a traqueia e brônquios. Sendo mais intensa, pode causar a morte do paciente. Ambas são doenças virais, porém a gripe é uma doença mais grave.

Rinite ou resfriado?

O sistema imunológico como rinite identifica determinadas substâncias como nocivas e aciona as defesas do organismo. Os principais desconfortos causados pela rinite são obstrução nasal, coriza, espirros e coceira no nariz e olhos.

Prevenção

A prevenção é oferecida pelo SUS para pessoas do grupo de risco. A campanha será de 23 de abril a 1 de junho. A vacina trivalente, oferecida na rede pública, protege contra H1N1, H3N2 e a influenza B. Evite aglomeração e lave bem as mãos. É importante praticar regularmente atividades físicas, dormir bem, se alimentar com comidas saudáveis, beber bastante líquido para manter as vias aéreas hidratadas. Se estiver com gripe lembre-se que você pode ajudar a não espalhar o vírus da seguinte forma: evite sair de casa; ao espirrar ou tossir, tape a boca e o nariz com lenço de papel e lave constantemente as mãos.

 Tomar vitamina C ajuda?

Toda a investigação metodologicamente conduzida com vitamina C, para evitar a gripe ou aliviar sua resistência, apresentou resultados negativos. Ou seja, a medicação não conseguiu dar suporte cientifico para essa indicação. A ultima revisão sobre ao assunto foi publicada a poucos anos numa revista de enorme prestigio na área médica da universidade de Havard, em Boston (EUA),e a conclusão foi a mesma, não foi encontrado fundamento solido que justificasse indicar vitamina C nos casos de gripes e resfriados.

Automedicação e remédios caseiros

A pessoa que se automedica tem que ter a certeza do diagnóstico, e sem um exame clínico fica difícil, pois é preciso ter a certeza que não terá complicações secundárias, pois devido à diminuição da resistência, as bactérias podem se aproveitar para desenvolver outra patologia concomitante, podendo ser fatal. Já a questão da medicação caseira, não há estudos cientifico comprovando a eficácia.

Tomar ou não a vacina da gripe.

Sim, tomar a vacina é uma forma de prevenção, além de poder diminuir eventuais complicações. A vacina que será aplicada no país foi adaptada para ser mais eficiente contra o vírus H3N2. A vacina da gripe não previne resfriado, pois são patologias diferentes.

Nos Estados Unidos, no último inverno registrou 47 mil casos de gripe confirmados pela epidemia. As vacinas que estão chegando para o mercado para atender a nova campanha de vacinação já contemplam o combate a mutação da H3N2. A eficácia da vacina chega ao máximo 70% e há poucos casos em que ela surte100% de efeito. Mas, ajuda muito na diminuição de eventuais complicações virais por gripe, como a conhecida pneumonia.

Muitos falam. Eu tomo vacina e pego mesmo assim gripe e  resfriado, isso é uma inverdade, pois ela é produzida com fragmentos do vírus, não há nenhuma possibilidade de alguém ficar gripado devido aplicação da vacina. Outro mito é de que a criança não devia ser vacinada, para adquirir mais anticorpos, é importante ressaltar que a vacina é indicada para as crianças e a terceira idade,  por serem mais suscetíveis a complicações do vírus da gripe, como pacientes que possuem outras patologias que diminuem a resistência do organismo.

Nenhum comentário até o momento

Ir para uma conversa

Ainda não há comentários!

Você pode ser o primeiro a iniciar uma conversa.

Seus dados estarão seguros!O seu endereço de e-mail não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com terceiros.