Indaiatuba recebe maestro João Carlos Martins e Camerata Bachiana 

Indaiatuba recebe maestro João Carlos Martins e Camerata Bachiana 

30 de setembro de 2017 0 comentários

Concerto “Na Roda com o Maestro – Uma homenagem a Heitor Villa-Lobos”, gratuito, será neste sábado, 30

 

Um dos nomes mais respeitados no cenário musical do Brasil por seu talento como pianista e regente, João Carlos Martins fará uma apresentação especial gratuita, aberta ao público, com a Orquestra Camerata Bachiana, no dia 30 de setembro, sábado, às 20h, no Teatro CIAEI – Centro Integrado de Apoio à Educação de Indaiatuba. O espetáculo é produzido pela D’color Produções Culturais e conta com patrocínio da Tuberfil.

João Carlos Martins iniciou seus estudos de piano na infância e, aos 13 anos, começou sua carreira no Brasil. Cinco anos depois ganhou projeção no exterior. Aos 20 anos, estreou no famoso Carnegie Hall, em Nova York, em apresentações patrocinadas pela então primeira dama dos Estados Unidos, Eleanor Roosevelt.

O maestro passou por dois incidentes que poderiam ter posto fim à sua carreira musical. Em 1966, aos 26 anos, sofreu uma lesão no braço quando jogava uma partida de futebol em Nova York, que o manteve afastado dos palcos por sete anos. Quando retornou as atividades, gravou a obra completa de Bach. Em 1995 foi ferido num assalto na Bulgária e ficou com o lado direito do corpo paralisado. Vítima da síndrome de movimentos repetitivos encerrou a carreira de pianista aos 63 anos, mas não deixou o universo da música. Estudou regência, fundou a Filarmônica Bachiana Jovem em 2006 e hoje é regente e diretor-artístico da Bachiana Filarmônica SESI-SP.

A Orquestra Bachiana Filarmônica apresentou-se pela primeira vez em 2004, em São Paulo e, depois disso, com um repertório que inclui sinfonias de Beethoven, Brahms e Tchaikovsky, esteve nas mais importantes salas de concerto do Brasil e do mundo.
Em 2006, com objetivo de trabalhar na evolução musical de jovens musicistas e democratizar a música clássica com apresentações em espaços variados, João Carlos Martins fundou a orquestra Bachiana Jovem. Em 2010, as duas orquestras se fundiram formando a Bachiana Filarmônica SESI-SP, um grupo que reúne músicos profissionais, orientadores e jovens musicistas. É uma das mais importantes orquestras da iniciativa privada do Brasil, mantendo os ideais que deram origem à Bachiana Filarmônica e à Bachiana Jovem.

O termo Bachiana remete à riqueza musical do Brasil, numa homenagem ao imortal maestro e compositor Heitor Villa-Lobos, autor das célebres Bachianas Brasileiras, e à Johann Sebastian Bach. A Camerata Bachiana, parte da Fundação Bachiana Filarmônica, é formada por viola, cello, oboé, clarinete, fagote, flauta, percussão e dois violinos.

A apresentação é viabilizada pela lei de incentivo fiscal ProAc, com patrocínio da Tuberfil, apoio da Prefeitura Municipal de Indaiatuba e produção da D’color Produções Culturais.

Nenhum comentário até o momento

Ir para uma conversa

Ainda não há comentários!

Você pode ser o primeiro a iniciar uma conversa.

Seus dados estarão seguros!O seu endereço de e-mail não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com terceiros.