Sinfônica de Goiás é a primeira do Brasil a se apresentar na China

Sinfônica de Goiás é a primeira do Brasil a se apresentar na China

3 de janeiro de 2017 0 comentários

O repertório enaltece a música brasileira e clássicos da MPB, além de compositores chineses

A Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás é a primeira sinfônica brasileira a se apresentar na China. Fundada em 2001, oferece a crianças, jovens e adolescentes o contato musical. A orquestra, composta por alunos do Instituto Tecnológico do Estado de Goiás e possui, no total, 180 membros.

A mesma fará oito apresentações na turnê, iniciada na semana passada (27/12/2016) e ficará na China até o próximo dia 6 de janeiro.

Sobre o repertório

O repertório dos concertos enaltece a música brasileira e conta com composições de Villa- Lobos (O Trenzinho do Caipira), Camargo Guarnieri  e alguns clássicos da MPB, como Manhã de Carnaval, Garota de Ipanema e Aquarela do Brasil. Fazem parte do repertório também obras de Verdi e Johann Strauss, além de obras dos compositores chineses Liu Tieshan e Mao Yuan. A regência está a cargo dos maestros Eliseu Ferreira e Gottfried Engels (Alemanha).

Além dessa turnê internacional, a Sinfônica já se apresentou em outros países como Espanha (2011), Alemanha (2014) e duas vezes no Festival Villa-Lobos, na Venezuela (2013 e 2015).

Confira na íntegra:

  1. Giuseppe Verdi: La Forza del Destino
  2. Johann Strauß II: Emperor Waltz Op. 437
  3. Johann Strauß II: Tritsch-Tratsch-Polka, Op. 214
  4. Heitor Villa-Lobos: O Trenzinho do Caipira
  5. Dance of the Yao People
  6. Arturo Marquez: Danzon no. 2
  7. He Zhanhao: Violin Concerto “Mochou Girl”
  8. Zheng Lu: Good News from Beijing
  9. Johann Strauß II: Wine, Woman and Song Walz Op. 333
  10. Johann Strauß II: Pizzicatto Polka
  11. Johann Strauß II: Blue Danube Waltz Op. 314
  12. Johann Strauß II: Tik-Tak Polka Op. 365
  13. Mozart Camargo Guarnieri: Dança Brasileira
  14. Antonio Carlos Jobim: Garota de Ipanema (arr. Sergio Kuhlmann)
  15. Luiz Bonfá/Antônio Maria: Manhã de Carnaval (arr. Sergio Kuhlmann)
  16. Ari Barroso / Valdir Azevedo: Aquarela do Brasil / Brasileirinho (arr. Sergio Kuhlmann)

Regentes: Gottfried Engels/ Eliseu Ferreira

 

Nenhum comentário até o momento

Ir para uma conversa

Ainda não há comentários!

Você pode ser o primeiro a iniciar uma conversa.

Seus dados estarão seguros!O seu endereço de e-mail não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com terceiros.