Valinhos terá nova concessionária de transporte coletivo

Valinhos terá nova concessionária de transporte coletivo

12 de julho de 2016 2 comentários
 Crédito de foto: Reprodução/Jornal de Valinhos

Transporte coletivo estava irregular e MP vinha cobrando a realização de concorrência pública. A empresa vencedora terá prazo de até 180 dias para iniciar a operação na cidade.

Foi publicado no Diário Oficial do Estado de São Paulo neste sábado o resultado da abertura dos envelopes ocorrida na última 6ª feira, dia 8, referente a Concorrência Pública número 006/2015, referente a Concessão do Serviço Público de Transporte Coletivo Municipal de Passageiros do município.

O Ministério Público vinha cobrando uma ação por parte da prefeitura desde 2012 para que fosse realizada uma nova concorrência do serviço de transporte público no município. A promotoria argumentava que o transporte coletivo passou a ser executado pela Rápido Luxo Campinas, em 1982, quando o serviço ainda não era regulamentado e que a empresa seguiu em atividade sem que fosse realizada uma licitação, mesmo após a regularização do serviço, em 1989. Portanto, após sua normatização, a prestação de serviço público de transporte coletivo permaneceu de maneira irregular, em desacordo com a legislação municipal e sem a realização de licitação. Por esse motivo, o MP pediu à Justiça, em 2012, que os direitos políticos do prefeito de Valinhos da época, Marcos José da silva (PMDB) fossem cassados.

O certame contou com a participação de duas empresas. A empresa Sancetur Turismo Ltda foi a vencedora com uma proposta no valor de R$ 1,2 milhões contra R$ 280 mil da empresa Rápido Sumaré Ltda, que faz parte do conglomerado da atual operadora do serviço de transporte público no município, Rápido Luxo Campinas.

sancetur-siteO Conglomerado Rápido Luxo Campinas que também opera o serviço de transporte na cidade de Campinas, Valinhos e região vem sofrendo nos últimos anos diversas reclamações por parte dos usuários devido à má qualidade na prestação do serviço de transporte. Nos últimos meses foram registradas paralisações de motoristas por falta de pagamento de salários e falta de combustível em suas garagens. Em 2011, seus sócios, entre eles, Belarmino Marta Júnior, filho do fundador da Bancaf, de Campinas, foram alvos da operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), chegando a ser preso acusado pelo Ministério Público Federal de suspeita de liderar um cartel para fraudar licitações na região, conluio com políticos para receber concessões além de processos por sonegação fiscal.

O grupo da empresa vencedora atua no ramo de transportes há mais de 60 anos e possui concessionárias de veículos no município de Valinhos. Eles terão um prazo de 15 anos para explorar o serviço de transporte e de até 180 dias para iniciar a operação no município de Valinhos que contará com 45 veículos em sua frota.

Fonte: Assessoria de imprensa da Prefeitura de Valinhos

2 Comentários até agora

Ir para uma conversa
  1. Edson Brunhara
    #1 Edson Brunhara 12 julho, 2016 , 21:23

    Olha, se o negócio foi bom por tanto tempo, faria de tudo para ficar. Porém, agora tem licitação, vai ter responsabilidades, e pelo jeito, não deu mais para ficar. Tanto é verdade, que o lance da R Sumaré, foi do valor mínimo de 1% da outorga. A Sancetur já jogou 1,2 milhões… é, agora é esperar. Agora, é uma decepção saber que foram precisos 27 anos para regularizar algo tão importante. Se fazem isso com algo tão importante, o que será que acontece com o que a PMV e a Câmara não consideram tão importante assim?

    Responder este comentário
  2. Tigreza
    #2 Tigreza 13 julho, 2016 , 07:42

    Até que enfim,nova empresa de ônibus,ja estava mais q na hora ,,,mt obg

    Responder este comentário

Seus dados estarão seguros!O seu endereço de e-mail não será publicado. Também outros dados não serão compartilhados com terceiros.