Projeto Atitude em Nutrição é uma das maneiras de inovar na área

Por Thaís Ferrari

Em 31 de agosto é comemorado o Dia do Nutricionista, e assim como outras profissões, as atualizações têm sido constantes, incorporado novas maneiras de atuação e trabalho. Existe a ideia coletiva de que os nutricionistas trabalham apenas em consultórios, contudo, estão presentes em academias esportivas, hospitais, restaurantes, indústrias, entidades, universidades, escolas, entre outros locais. O projeto Atitude em Nutrição, que nasceu há cinco anos – criação da nutricionista Carolina Albuquelque – é um caminho de inovação no setor, trabalhando em escolas, centros de recreação, e até mesmo na casa das pessoas interessadas, com a proposta de ressignificar o contexto da alimentação na vida das crianças.

O Atitude em Nutrição surgiu pela vontade de Carolina em trabalhar com crianças, “mesmo no começo da formação eu acreditava que estabelecendo hábitos de vida e hábitos alimentares mais saudáveis preveniria muitas doenças na vida adulta”, explica a nutricionista. Ela vivenciou no período da graduação diversas atividades em hospitais, e pôde perceber que as pessoas tinham problemas com obesidade, colesterol, pressão alta, diabetes e demais comorbidades, decorrentes da má alimentação. “O projeto Atitude em Nutrição veio para mostrar quais são os superpoderes dos alimentos, e que cada alimento no corpo tem um superpoder diferente. Eu ouvia da minha mãe ‘come para crescer e ficar forte’, e na realidade nem tudo te faz crescer e te deixa forte, cada alimento tem sua particularidade”.

O projeto conta atualmente com três nutricionistas, Carolina Albuquelque, Maraisa Justino e Adriana Reis, atuando em Campinas e municípios próximos, no Vale do Paraíba, na região de São José dos Campos e Taubaté. A inovação no setor nutricional se mostra presente na maneira como as profissionais explicam a alimentação para as crianças, definindo ‘superpoderes’ de acordo com os benefícios dos alimentos, “por exemplo, a cenoura é rica em vitamina A; eu nunca falo para as crianças que é bom comer cenoura por ser rica em vitamina A, até porque nós adultos não comemos por esse motivo (risos). Eu falo que a gente come porque é saborosa e tem o superpoder da visão de raio laser, porque em tradução, a vitamina A auxilia na visão noturna e tem toda uma função na saúde ocular; a ideia mesmo é essa tradução para o mundo deles e para o entendimento deles”, relata. Além do Atitude em Nutrição – e a partir desse projeto – Carolina criou os Jogos de Nutrir, materiais voltados à educação nutricional para as crianças, de forma lúdica, criativa e divertida, disponíveis para compra, voltados aos profissionais da área e até mesmo aos pais e responsáveis.

Sobre o Dia do Nutricionista, Carolina destaca que é um momento de comemorar a existência da profissão, “eu acredito realmente em uma nutrição diferente, que não vai trabalhar só a química dos nutrientes; eu acredito em uma nutrição que trabalha o comportamento alimentar, o contexto, que trabalha o prazer em comer principalmente, é um dia realmente muito importante”, define. Também desconstrói o padrão de que nutricionista só trabalha em consultórios e hospitais, “tem nutricionistas em outros contextos, na educação, nas cozinhas, nos restaurantes, comerciais ou não, que trabalham o marketing de alimentos, na indústria farmacêutica; a nutrição realmente vem ganhando uma proporção maior, porque é uma profissão muito nova, com pouco mais de 50 anos de regulamentação, e a gente vem descobrindo muita coisa, conquistando espaço”. Por fim, valoriza a procura da sociedade em buscar uma alimentação melhor e mais saudável, e recomenda que a prevenção seja melhor do que resolver problemas futuros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

CAPTCHA