Conselheiras do CMDM em reunião (12/09) para definir ações do Jubileu de Prata

Em celebração, será realizada uma tarde de chá no domingo (16)

Por Thaís Ferrari

O Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Valinhos (CMDM) comemora 25 anos de atuação no município. O Jubileu de Prata representa a resistência do órgão, que desde sempre visa às políticas públicas relacionadas aos direitos das mulheres, e muitos objetivos alcançados na trajetória. Para celebrar o momento, haverá uma tarde de chá neste domingo (16) na Fonte Santa Tereza (Rua Doze de Outubro, 650 – Vila Santana), a partir das 14h. Os convites (R$ 30,00) estão sendo vendidos antecipadamente, e podem ser reservados através do telefone (19) 3871-7875, com a vice-presidente do CMDM Alexssandra Rosa – e também serão ofertados no dia do evento.

O cardápio do Chá de Mulheres inclui chás variados, café, leite, sucos de abacaxi, acerola e uva, água mineral, bolos de chocolate, coco e fubá, lanche de metro de presunto e queijo, dois tipos de torta salgada, pão de queijo, mini croassant, rissoles de carne, bolinha de queijo e coxinha, e é aberto a todas as mulheres. Ainda dentro das comemorações, a Câmara Municipal de Valinhos está organizando uma sessão solene em homenagem aos 25 anos do CMDM, que será realizada no dia 20 deste mês, quinta-feira, a partir das 19h, no Plenário da CMV “Ulysses Guimarães” (Rua Ângelo Antônio Schiavinato, 59 – Res. São Luiz).

De acordo com a vice-presidente do conselho, Alexssandra Rosa, o Jubileu de Prata é sinônimo de agradecimento às mulheres que foram precursoras do movimento, que apesar de viverem em um período com mais repressão, machismo, falta de informação e ignorância, foram atemporais, ou seja, eram além de seus tempos, tendo em vista à garantia dos direitos femininos. A conselheira Maria Teresa D. N. J. E. Souza Amaral, Teresita, ressalta a importância da participação das mulheres nas reuniões, pois a representatividade é essencial nas atribuições do órgão, com o poder deliberativo, “estar presente e fazer parte”. Sueli Maróstica Mamprim, também conselheira, fala das companheiras que compõem o CMDM e da contribuição dada por todas, já que inclui pessoas da sociedade civil e servidoras públicas, “cada uma tem sua qualidade, principalmente por atuarem em segmentos diferentes”, relata. Ainda relembra das mulheres notórias que deixaram legados na história do conselho, como Yolanda Servos, Nair Bovo Cabral, Jeanice Pitta Caligaris, dentre outras – esta última realizava peças de teatro abordando a violência contra a mulher, de maneira que o assunto delicado e tenso fosse difundido de forma leve. A atual presidente é a Dra. Ludmila Côrrea Garcia.

Eleições e Reunião mensal do CMDM

O Conselho Municipal dos Direitos da Mulher está em período eleitoral, e no final de setembro promoverá eleição, que é aberta a toda população, às 19h, na Casa dos Conselhos (Rua 31 de Março, s/nº, Praça Anny Carolyne Bracalente, Vila Boa Esperança). Além disso, as valinhenses podem (e devem) participar das reuniões mensais, que acontecem toda primeira sexta-feira de cada mês, às 9h, também na Casa dos Conselhos. Para a conselheira e professora Flora, “é essencial à colaboração de todas”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

CAPTCHA