Prefeitura pretende realizar novo concurso público para contratação de médicos com intuito de diminuir os prazos de espera

No dia 10 de setembro, segunda-feira, uma grande fila se formou pela população no Centro de Especialidades de Valinhos, para agendamento de consulta com médicos especialistas (cardiologista, neurologista, entre outros), data marcada pela administração para o inicio desse tipo de serviço. Em entrevista alguns munícipes relataram a situação de descaso em que estavam, horas na fila, em pé, sendo muitos deles idosos ou pessoas doentes. Por conta do medo de ficarem sem vaga para consulta com o médico necessário, muitos esperavam desde as 7h da manhã (horário em que abre o CEV), porém o atendimento para agendar as consultas acontece apenas após 9h.

A insatisfação da população seria com o despreparo dos serviços de atendimento levando em conta a demanda da cidade, ocasionando essas grandes filas que se formavam para fora do CEV, onde as pessoas deveriam aguardar por até 2h ou mais, segundo os que ali estavam, para terem a chance de realizar seus agendamentos e mesmo após isso, não existia a certeza de que isso aconteceria.

Uma moradora da região diz que anteriormente esse dia de agendamentos era separado por especialidades, o que facilitava o atendimento e diminuía a demanda desses dias conturbados, mas que atualmente todas as especialidades eram agendadas em uma mesma data, acumulando o CEV de pacientes a espera de consultas.

Outra queixa levantada pelos valinhenses nessa ocasião, seria o fato de aguardarem o atendimento e mesmo assim não haver mais vaga nas agendas das especialidades, por conta do limite de agendamentos. “Dependendo de quando eu for atendida, pode ser que nem tenha mais vaga para a especialidade que preciso, por causa do numero pequeno de vagas temos que chegar muito cedo e esperar”, conta paciente que aguardava há quase 1h na fila.

Questionamos a Prefeitura sobre esses casos, esta afirma que em situação de emergência, mesmo com agenda lotada para a especialidade necessária, é possível o agendamento, porém apenas em casos de urgência. Ainda segundo a Prefeitura o agendamento de consultas foi aberto na última segunda-feira, mas continua nos próximos dias normalmente até que sejam preenchidos os horários disponíveis na agenda de cada especialidade.

Outro ponto questionado pela população foi o longo prazo entre o agendamento e a consulta, uma munícipe conta que sua visita ao médico especialista demoraria aproximadamente quatro meses. Questionamos a Prefeitura e essa explica que pretende realizar um novo concurso para contratação de médicos com intuito de diminuir essa espera, “Houve um relevante aumento de demanda por saúde pública nos últimos anos, por causa da crise nacional. Milhões de desempregados perderam seus planos de saúde e passaram a utilizar a rede pública. Em Valinhos, os atendimentos na rede municipal cresceram 30% por causa da crise e sobrecarregaram todo o sistema. A fila ocorre desde administrações anteriores. A Prefeitura vai abrir um novo concurso público para contratar mais médicos”.

A mesma queixa foi destacada pela população quanto aos prazos para realizações de exames, e sobre isso municipalidade responde, “A Prefeitura está abrindo novas licitações para ampliar o atendimento e reduzir o tempo de espera. É preciso sempre lembrar que, quando há urgência, atendimentos e exames são feitos rapidamente”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

CAPTCHA