Secretário da Saúde de Valinhos diz que pasta tem mais de R$ 14 milhões em caixa

0
1697

Nesta quinta-feira (27) houve audiência pública na Câmara municipal para prestação de contas do segundo quadrimestre (maio a agosto) do ano de 2018. Além dos diretores e assessores da saúde, assessores de vereadores, havia penas duas ou três pessoas que não eram das partes envolvidas, ou seja, pouca participação popular. Vale lembrar que o horário da audiência, 9 horas da manhã, não ajuda em nada a participação popular. Essas audiências deveriam ser no período noturno, mas essa é outra conversa.

Durante a apresentação alguns itens chamaram a atenção deste repórter – nenhum procedimento de vasectomia, 780 funcionários concursados e 20 comissionados, 32.958 consultas realizadas nas UBS (isso dá algo em torno de 380 consultas por dia, ou 30 na média por UBS diariamente), 102.469 procedimentos de enfermagem (aproximadamente 1177 por dia ou 90 por UBS todo dia), 104.431 exames laboratoriais (desconta-se aí os de emergência que são feitos na UPA) (novamente uma média de 1200 exames por dia ou 92 por UBS – isso porque a própria saúde afirma que são no máximo 20 exames por dia – exigem senha inclusive), mais de 57 mil consultas na UPA (sendo 20% desse valor de pessoas que não são de Valinhos), além de outros mais.

Mas o número que mais chamou a atenção foi o do caixa da pasta: R$ 14.266.319,43, ante um valor de R$ 9.271.655,54 do final de abril, um aumento de 53,87% no valor final. Esses números assustam e muito, afinal a saúde da cidade não está ‘assim uma BRASTEMP’. Há diversos problemas, como falta de remédios, de médicos, de materiais e outros itens. A reclamação da população é geral e a desculpa é sempre a mesma. Não temos dinheiro, a dívida herdada era muito grande, etc…

Aqui você pode conferir o documento na íntegra e ver que aqui citamos apenas alguns deles. Há necessidade de muita explicação ainda.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

CAPTCHA