Pedagogia Waldorf

Instituição associativa é formada por pais de alunos e colegiado de professores

Por Thaís Ferrari

Em 12 de outubro, Dia das Crianças, além de fomentar os direitos que devem ser preservados e garantidos na infância, é importante o diálogo e a conscientização sobre o desenvolvimento adequado nessa fase da vida. Em conversa com a professora de classe do 2º ano, Paula de Almeida Anjos, 28, pedagoga Waldorf, pedagoga e artista visual, discorremos sobre a Escola EcoAra de Valinhos, que segue a filosofia das escolas do fundador Rudolf Steiner. A instituição disponibiliza metodologias diferenciadas para que a criança evolua em cada fase de sua vida, “respeitando todas as etapas de desenvolvimento integralmente”.

Waldorf na prática

Na prática, cada nível de ensino da educação básica têm suas atividades e demandas específicas, “em nossa escola, nós oferecemos aquilo que a criança está pronta para receber e, mais ainda, aquilo que ela precisa em cada fase de desenvolvimento”, explica a pedagoga. No infantil, maternal e jardim de infância, por exemplo, a criança tem a possibilidade do brincar livre, que engloba criação, fantasia, utilização das capacidades motoras, experiências sensoriais e de sociabilidade, tudo apresentado de forma imagética, “oferecemos a eles em sala de aula uma micro versão da vida em sociedade”. Já no ensino fundamental, seguem o mesmo conteúdo das demais escolas, cumprindo as exigências de disciplinas obrigatórias, agregando uma vasta abertura para materiais artísticos, musicais, físicos e motores. “A grande diferença está na forma como é trazido: ajustamos os conteúdos às idades e a metodologia fica a critério do professor – não seguimos nenhum tipo de material didático”, complementa.

A escola preza pela humanização, diversidade de espécies e pela natureza, com diversas atividades nesse sentido, como escalada em árvores, contato com a grama, terra, areia, lama, pedras etc, colheita de frutas no ‘pé’ e convívio com a vida animal, com galinhas e abelhas nativas sem ferrão que fazem parte da rotina EcoAra. “Cultivando esta relação desde pequenos, não precisamos implantar uma ideia de conscientização na criança, apenas deixar que vivencie a natureza com respeito, para no futuro isso se tornar um valor intrínseco”, destaca. Além disso, não utiliza eletrônicos no dia a dia escolar, sabendo dos danos que o uso desenfreado e precoce de tecnologia causa na criança em desenvolvimento. “Fazemos palestras, levantamos estes assuntos em reuniões pedagógicas e mantemos sempre esta luz acesa para que a reflexão sobre o assunto seja contínua. Partimos do pressuposto que as famílias que buscam esta pedagogia também têm esta consciência e, desta forma, atuam em casa da mesma maneira”.

A participação em grupo é estimulada em todas as situações e em um ambiente inclusivo, “nós promovemos espaço e momentos para que todos possam participar e vivenciar o coletivo intensa e verdadeiramente”. Contudo, há também uma valorização da individualidade, como acontece no ensino fundamental, em ocasiões que as crianças precisam estar recolhidas em si para apreender o conteúdo. Ao mesmo tempo, esse progresso se dá e se sustenta no coletivo, “olhar o amigo que já conquistou algo é um impulso para eu tentar, assim como perceber que um colega não consegue cumprir uma tarefa ou ação e ajuda-lo é um aprendizado para ambos”. Os professores são aptos para atuar nos e para com os alunos, visando o progresso como indivíduo e como comunidade.

Funcionamento

A escola tem uma Administração Associativa, ou seja, a diretoria é formada por pais de alunos. Os responsáveis trabalham voluntariamente com mandato, através de comissões encarregadas por diversas áreas da instituição, “atuam no âmbito administrativo escolar como a cabeça deste ser vivo”. Já os professores, mantêm o trabalho pedagógico com atenção dos funcionários e dos tutores, que os orientam e auxiliam na pedagogia Waldorf, “fazem pulsar e sustentam a pedagogia dentro da escola, como o coração”, completa Paula. As crianças estão sob responsabilidade e regidas por essa grande comunidade, “que atua e pulsa vivamente”, define. O grupo de pais se reúne semanalmente e participa de eventos, palestras, encontros e assembleias, trabalho feito de acordo com a coordenação pedagógica. “É visível a alegria das crianças ao encontrar seus pais em períodos letivos e vê-los atuando dentro de sua escola. No futuro, esta atuação reverberará nas crianças como devoção ao trabalho e valorização da importância da instituição. A criança cria desde já o sentimento de gratidão pelo trabalho e pela existência”.

Criança precisa ser criança

A professora Paula afirma que para eles, todo dia é dia das crianças, pois o ano letivo está cheio de ‘presentes’, oferecidos nas festas, celebrações e apresentações da EcoAra. “O dia das crianças se encontra em nossa semana de recesso para Estudo e Aprofundamento, na qual todos ficam em casa e passam este dia em família”. Ela enfatiza que ser criança é ser livre, estar no mundo sem medo, experimentando, vivenciando, conhecendo os cheiros, as cores e os sabores. “Ser criança é ter profundidade naquilo que faz de melhor: brincar”, exemplifica. E ainda diz que antes de começar a fazer uso do intelecto para o aprendizado, a criança precisa se desenvolver no âmbito físico, das relações, do mundo e do brincar genuíno, ações que são efetivamente concedidas no ambiente Waldorf.

Existem questionamentos sobre a eficácia da pedagogia no futuro, e isso é respondido quando afirmam que todos os conteúdos escolares obrigatórios são fornecidos na instituição. Porém, são apresentados de uma maneira mais humana, que reorganiza os conteúdos conforme a idade, alinhado às disciplinas extras oferecidas: inglês, alemão, trabalhos manuais, música, instrumentos, eurritmia, artes aplicadas, religiosidade, entre outros. “Assim, o ser humano é cuidadosamente preparado para a vida de forma completa e integral – pessoal e curricularmente, para no futuro, se desenvolver no âmbito que desejar profissionalmente como todos os outros jovens”, finaliza.

Mais informações no site http://ecoara.com.br/.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

CAPTCHA