Despejo de esgoto irregular pelo Ribeirão Pinheiros, em Valinhos, é preocupante

0
826

Nas últimas semanas foi constatado um líquido esbranquiçado e azulado

A possível contaminação do Ribeirão Pinheiros por esgotos clandestinos tem preocupado há anos o município, e o vereador Henrique Conti (PV) apresentou um requerimento, na última sessão (28), pedindo providências por parte do executivo, para fiscalizar essas ações, haja vista que na última semana houve despejo de líquido esbranquiçado e azulado no ribeirão e não se sabe a origem e a procedência.

O vereador ressalta que não adianta esperar ações da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb), pois a mesma é comunicada e não responde as demandas dos vereadores, e a prefeitura  não é isenta da situação e deve montar um força tarefa para descobrir a origem dos despejos no ribeirão e manter um monitoramento para minimizar os impactos ambientais.

O ribeirão Pinheiros, corta a cidade vindo de Vinhedo e deságua no Rio Atibaia, porém como é de conhecimento este é impróprio para o consumo um dos fatos que Valinhos não capta água dele.

O presidente da Câmara, vereador Israel Scupenaro (MDB), concordou com a explanação do nobre colega, e afirmou que a prefeitura tem sim condição de fiscalizar o local, identificar o vazamento e abrir boletim de ocorrência. E ressaltou que, o mesmo acontece com o descarte irregular de lixo, que também é um problema que tem que ser contido com autuação no local no período da noite pelos Guardas Municipais fazendo o cidadão recolher o descarte e multar, pois só assim as coisas começaram a acontecer. Afirmou também, que se a polícia através de boletim de ocorrência bater na porta da empresa que está despejando o esgoto, essa irá pensar duas vezes antes de fazer tal atrocidade. E concluiu dizendo que o meio ambiente é muito importante e deve ser cuidado de forma sustentável e acaba não sendo.

A realidade apontada pelo vereador é que o Departamento de Meio Ambiente infelizmente não possui funcionários para executar ações, sendo que conta com um engenheiro agrônomo, o qual não consegue fácil locomoção por não ter um veículo disponível para atender às demandas, o que prejudica seu trabalho. Sendo assim, o vereador Henrique Conti (PV), afirma que o município precisa urgentemente montar uma equipe capacitada para iniciar o monitoramento e fiscalização dos despejos clandestinos, pois contar com a Cetesb é uma ilusão, pois a mesma já afirmou que precisa do apoio e da parceria com a prefeitura para tais feitos, enquanto isso a contaminação corre  solta e ninguém é autuado pelo crime ambiental.

Durante o fechamento desta edição, moradores do bairro Pinheirinho encaminharam para redação deste jornal fotos onde novamente a cor da água estava turva e meio acinzentada.

Portanto, cabe aos órgãos competentes tomarem algum tipo de postura antes que seja tarde e as consequências podem ser piores no futuro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

CAPTCHA