Em caso de acidente deve-se procurar imediatamente os serviços de saúde disponíveis nas proximidades como Pronto-Atendimento e UBS

Alef Gabriel

Na ultima semana munícipes relataram através de redes sociais, imagens de escorpiões em suas residências (nos bairros Alto da Boa Vista e Jd. Novo Horizonte) e também a preocupação que estes insetos causam nos moradores. O aumento é tão grande que no Brasil o número de mortos por picada de escorpião ultrapassou o de picados por cobras – que até então lideravam o ranking de animais peçonhentos que mais matam no Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde.

Segundo levantamento do MS, o número de picadas passou de 52.509 em 2010 para 124.903 no ano passado – um salto de 138% nos registros. Se considerarmos as mortes, o aumento no período foi de 152%, saindo de 74 em 2010 para 184 em 2017. A seriedade do caso deve ser apontada, em Santa Bárbara d’Oeste, cidade também do interior paulista, uma criança de 10 anos morreu no início deste mês após ser picada duas vezes por um escorpião. A primeira picada foi no pé. Ao reagir pela dor, a criança também foi picada na mão. Ela chegou a ser socorrida, mas morreu antes da chegada do soro.

Conversamos com a Divisão de Vigilância em Zoonoses de Valinhos a cerca dos casos expostos pela população, e esta garante que estão cientes e agindo sobre todos os casos reportados através do sistema 156. As medidas tomadas pela equipe nesses casos são: visitas às residências ou locais apontados onde os munícipes recebem orientações sobre os cuidados com a espécie e eventuais mudanças no ambiente para evitar o acesso e instalação dos escorpiões; avaliação dos arredores da área indicada a fim de identificar situações favoráveis à espécie e também encaminhamento de pedidos a secretarias específicas para limpeza e manejo integrado do ambiente em caso de áreas favoráveis a espécie.

A Prefeitura também explica que o início do verão é algo que pode contribuir com o surgimento dessas espécies, “As estações com climas predominantemente quentes favorecem o aparecimento dos escorpiões, além de marcarem o início do período de reprodução da espécie”, conta veterinário. No estado de São Paulo, existem duas espécies que causam acidente: Escorpião Amarelo ( Tityus serrulatus) e o Escorpião marrom, ( Tityus  bahiensis ), por isso nos ocorridos é importante capturar ou levar o animal em caso de acidente para a identificação, sendo o amarelo o mais preocupante.

Algumas orientações que podem evitar o surgimento da espécie nas residências são: manter ralos internos fechados; vedar ralos externos (pluviais) com tela mosqueteira; vedar frestas em muros e paredes; evitar acúmulo de materiais de construção e matérias inservíveis (lixo e entulho) que possam servir como abrigo para os escorpiões; manter áreas verdes sempre com vegetação baixa; controlar a população de insetos que possam servir de alimentos para os escorpiões, como baratas e aranhas; manter o ambiente limpo. A dedetização não é recomendada como medida de saúde pública e não deve ser feita aleatoriamente. Alguns profissionais e empresas de dedetização oferecem esse tipo de serviço.

Os animais de estimação também não estão imunes a acidentes, “Animais também podem sofrer acidentes com picadas de escorpião, nestes casos, os mesmos devem ser encaminhados imediatamente para atendimento veterinário. Recomendamos também observar as vasilhas dos animais pela manhã, pois os escorpiões adentram durante a noite não conseguem sair, provocando assim acidente”, orienta Zoonoses.

É importante destacar que a equipe de vigilância do Zoonoses inaugurou um atendimento a população e está aberta para agendamento de palestras em condomínios ou entidades de bairros para falar sobre os cuidados e orientações totalmente voltada para escorpiões. Este serviço começou semana passada e já foram realizadas três palestras para grupos diferentes de moradores, para agendamento basta encaminhar um e-mail para vigilanciazoonoses@valinhos.sp.gov.br, solicitando e combinando o horário da reunião com os moradores da região e a equipe do Zoonoses.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

CAPTCHA