Dia 10 de janeiro (quinta-feira) às 21h, no Teatro Iguatemi Campinas

Por Alef Gabriel

A Rafael Mello Produções tem o orgulho de apresentar pela primeira vez na América Latina um espetáculo todo ao vivo com grande elenco em homenagem a uma das maiores vozes de todos os tempos, Celine Dion será interpretada por Li Martins que além de ser uma das integrantes do Grupo Rouge tem uma bagagem grandiosa no meio dos músicas como: Miss Saigon, A Bela e a Fera entre outro. O show com duração média de 120 minutos e Li Martins vem acompanhada por Músicos, Cantores, Bailarinos e Figurinos com réplicas originais usadas por Celine Dion criados pela estilista Iris Goya. O espetáculo terá playlist com os maiores sucessos desde a década de 80 até os seus sucessos atuais.

Confira entrevista exclusiva da cantora Li Martins ao JTV:

O que significa pra você estrelar um espetáculo em homenagem a Celine Dion, uma das maiores vocalistas da música mundial?

É uma responsabilidade enorme! Celine Dion é uma das poucas cantoras que ainda mantém a voz intacta! Ela é extremamente técnica, tem um super cuidado com a saúde vocal dela. Ainda não tive a oportunidade de vê-la cantando ao vivo, mas tudo que vejo de vídeos dela cantando ao vivo, ela é sempre impecável! Então me cobro bastante porque não é nada fácil cantar as músicas dela! É um desafio muito grande! Mas ao mesmo tempo é uma honra e um prazer imenso, pois ela fez parte da minha formação musical! Foi graças a ela que passei a me dedicar mais a música! Foi quando comecei a pensar na possibilidade de ser cantora, porque até então, meu sonho era ser médica, e cantar para mim era só uma diversão! Com certeza ela foi e ainda é uma das minhas maiores inspirações!

Como foi sua preparação para essa turnê? Duas horas de duração interpretando músicas de Celine não deve ser nada fácil.

Realmente não é nada fácil mesmo! Eu tive que estudar em casa, nas viagens com o Rouge, nos intervalos curtos que eu tinha de um compromisso para outro, porque estava envolvida com uma turnê pelo Brasil com musical infantil da Turma da Mônica, gravando músicas novas em estúdio com o Rouge, fora os compromissos e agenda de divulgação, maternidade, namorado, vida de dona de casa também… rsrs Bastante coisa pra conciliar! Mas eu não podia deixar passar uma oportunidade dessa! Esse musical é uma grande realização profissional para mim!

Desde a participação no grupo Rouge, você tem se dedicado cada vez mais aos palcos e musicais, você diria que teatro musical é sua verdadeira paixão? Como é sua relação com os musicais e os palcos?

Na verdade eu descobri mais uma paixão no teatro musical! Nunca pensei em atuar, mas o Miss Saigon me deu a oportunidade de descobrir e desenvolver esse meu outro lado também! Eu estava longe dos musicais há uns 4 anos já… Estava morrendo de saudades!

Já se apresentou em Campinas ou região, como é sua interação ou lembrança do público do interior de São Paulo?

Cheguei a me apresentar em Campinas com um formato de Live Vocal, não me recordo o ano, mas foi maravilhoso o show! A casa estava lotada, lembro que tinha uma fila enorme na porta! A galera cantou e dançou o show inteiro! Foi bom demais!

O que podemos esperar desse espetáculo? Grandes sucessos? Looks icônicos?

Saudação a Celine Dion é um show minimalista, como a Celine! Não é uma super produção com grandes cenários, muitos bailarinos, e grande estrutura, pois precisávamos de um formato fácil de transportar já que nossa ideia sempre foi fazer turnê pelo Brasil! Mas em compensação temos várias trocas de figurinos, e o repertório está incrível! Só tem sucesso!

Você participou da montagem e da criação desse show? Como é trabalhar com tanto outros artistas, músicos e dançarinos em uma turnê como esta?

Não, esse show é uma produção 100% da Rafael Mello Produções. Mas estamos conversando e quem sabe vou poder colocar um dedinho meu aqui ou outro ali para os próximos shows?! Rs. Trabalhar com muitos profissionais é complicado por um lado, pois são muitas agendas para conciliar ensaios e tudo mais… Mas por outro lado é maravilhoso, pois o espetáculo só tem a ganhar! Quanto mais artistas no palco pra contribuir com sua arte, mais o show cresce!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

CAPTCHA