Fachada da UBS do Frutal
Fachada da UBS do Frutal

Prédio de 215 metros quadrados, que foi reformado, já apresenta problemas

A comissão de higiene e saúde da Câmara municipal enviou requerimento (959/2019) à prefeitura municipal questionando diversos problemas apontados pelos vereadores.

Dentre eles estão a necessidade de rebaixamento de guia para acesso ao estacionamento, falta de acessibilidade, dedetização e adequação de maca de atendimento (pequena), mesa de refeição dos funcionários, insuficiência de estantes para armazenar medicamentos, falta de linhas telefônicas, não instalação de energia elétrica para os aparelhos de ar condicionado, falta de espaço adequado no consultório de ginecologia e obstetrícia, infiltrações em diversas paredes, sala da farmácia sem balcão, problemas estruturais como pisos com queda de água para locais errados, falta de vedação, aparente falta de espessura nas paredes da sala de odontologia (raio-x não teria vedação para as outras salas), entre outros.

Foto do Stand de vendas (reprodução google) de 2011, onde já existia o prédio
Foto do Stand de vendas (reprodução google) de 2011, onde já existia o prédio

A reforma da UBS do Frutal, que anteriormente era um Stand de vendas de um empreendimento anterior da HM Engenharia, custou aos munícipes a bagatela de R$ 755.830,44, isso mesmo, mais de 750 mil reais por uma reforma de um prédio já existente, de 215 metros quadrados. Custou, a grosso modo, R$ 3.515,00 por metro quadrado.

Placa da UBS Vila Itália com valor da obra
Placa da UBS Vila Itália com valor da obra

Para efeitos de comparação, tomamos como base a construção da UBS Vila Itália, de 300 metros quadrados, que foi construída a partir de um terreno, ou seja, não havia nada no local antes da sua construção. O prédio (Vila Itália) é moderno, tem 300 metros de área construída, seis consultórios e outras oito salas para atendimentos diversos. O prédio (Vila Itália) é moderno, tem 300 metros de área construída, seis consultórios e outras oito salas para atendimentos diversos. O valor total da obra, segundo a prefeitura, foi de R$ 640.856,60, a grosso modo, R$ 2.136,619, ou seja, a reforma de um prédio existente custou quase 50% a mais que a construção de um novo, com todas as especificações de uma UBS.

Vale lembrar que essa reforma foi feita a título de contrapartida, ou seja, a obra foi feita sem licitação. Já a UBS da Vila Itália foi feita com verba federal e, portanto, feita como licitação.

Há muito que se entender ainda sobre essa “reforma” e seus valores. Só como exemplo, a título de terraplanagem, o valor que consta na planilha é de R$ 262.137,50. Só lembrando que o prédio já existia. Cabe agora aos fiscalizadores do dinheiro público (os nobres vereadores) questionar e se informar a respeito do assunto e esclarecer para a população como essa mágica aconteceu. O JTV continua de olhos bem abertos.

Essa mesma construtora fez a obra da reforma da biblioteca, que virou farmácia, por R$ 737 mil.

Planilha das obras feitas a título de contrapartida pela HM Engenharia
Planilha das obras feitas a título de contrapartida pela HM Engenharia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

CAPTCHA