Como o projeto teve votos contrários, ele deverá passar por segunda discussão e votação do plenário na sessão da próxima terça-feira (18)

Mediante a calorosas discussões, com duas emendas e duas subemendas, o projeto de resolução que estabelece a estrutura administrativa do Legislativo, com cargos, salários e organização, foi aprovado com cinco votos contrários na sessão desta terça-feira (11).
A presidente da Câmara, vereadora Dalva Berto (MDB), embora não seja obrigada a votar, decidiu manifestar seu voto contrário em razão das emendas apresentadas à proposta original, o que, segundo ela, não traria a economia esperada aos cofres públicos.
Entre as mudanças propostas no projeto original estavam a redução no número de assessores de gabinete de vereador a partir de novembro deste ano, ajustes nos salários de servidores efetivos, mudanças na nomenclatura de diretorias e adequações em atribuições de departamentos.
As duas emendas e subemendas ao projeto, aprovadas durante a sessão, tiveram cinco votos contrários dos vereadores Roberson Costalonga “Salame” (MDB), André Amaral (PSDB), Aguiar (PSDB), Veiga (DEM) e Israel Scupenaro (MDB), mais o posicionamento contrário da presidente. As emendas tiveram parecer contrário da Comissão de Justiça e Redação e parecer favorável da Comissão de Finanças e Orçamento. Entre as alterações estão o corte de um assessor comissionado por gabinete até o fim de 2020, a nomeação apenas de servidores efetivos para cargos de diretoria, a extinção do cargo de chefe de gabinete e a manutenção dos salários atuais de todos os servidores. Segundo os parlamentares favoráveis ao texto, as emendas também garantem economia para a Câmara.
Como o projeto teve votos contrários, ele deverá passar por segunda discussão e votação do plenário na sessão da próxima terça-feira (18).
Um informe publicitário foi publicado num semanário da cidade, nesta sexta-feira (14), com uma versão sobre o projeto de reestrutura administrativa da Câmara de Valinhos. Neste espaço não são apresentados números comparativos, mas diz que as emendas apresentadas por um grupo de vereadores é mais econômico para a cidade.
Como compromisso público com a verdade, que é uma característica do Jornal Terceira Visão, este semanário publica abaixo um quadro comparativo real entre o projeto de reestrutura administrativa da Câmara e as emendas apresentadas pelos vereadores.

JTV fez um quadro comparativo para que o munícipe saiba o que está acontecendo na Câmara de Valinhos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

CAPTCHA