Letícia Musselli dá dicas para uma vida saudável

0
545

Entrevista com a Nutricionista Letícia Musselli, Graduada em Nutrição pela Universidade Paulista – Unip. Especialista em Fisiologia do Exercício. Atualmente é nutricionista clínica com ênfase em Nutrição Esportiva Funcional. Formada há 7 anos, e atende no Condomínio Vértice e na Academia DNA Sport, ambos em Valinhos, quem se interessar em conhecer o trabalho desta nutricionista que é referência em Valinhos pode entrar em contato através do telefone 19 981253799.

  • Qual a sua trajetória como nutricionista?

Entrei muito cedo na Universidade, tinha 17 anos, tive muitas dúvidas no início, pensei em fazer engenharia. Com o passar dos semestres fui percebendo o quanto a nutrição fazia parte das coisas e o quanto ela influenciava fatores importantes na saúde humana. Após minha formação, iniciei meus atendimentos na academia de musculação da família, onde estou até hoje. Como senti a necessidade de me aprimorar, passei a estudar mais a fundo a nutrição voltada para o esporte e para a prevenção de doenças crônicas. Atualmente tenho 2 locais de atendimentos, ambos voltados para emagrecimento, hipertrofia, tratamento de problemas de saúde e melhoria da qualidade de vida.

  • Qual momento foi mais marcante na sua carreira?

O momento que mais marcou em mim, foi à cerimônia de formatura, pois representa simbolicamente a transição da fase acadêmica para o tão sonhado título de nutricionista.

  • Quando se deve buscar a orientação de um nutricionista?

Com a divulgação em massa sobre informações relacionadas à dieta, saúde, alimentação saudável e emagrecimento, o papel do nutricionista é fundamental para filtrar todas essas notícias e separar o que é mito, e o que é verdade, o que realmente é ciência e o que é sensacionalismo ou modinha. Muitas vezes, os pacientes chegam até meu consultório com uma confusão de gerada pelo excesso de informações sobre o que é certo e o que é errado na alimentação. Se você se sente perdido sobre o que comer, essa é a melhor hora para procurar um nutricionista. Nosso papel é ajudar a rever seus hábitos, e, juntos, chegar às possibilidades mais adequadas ao seu estilo de vida. O nutricionista ajuda a nortear sua alimentação, para saber se você está consumindo todos os nutrientes necessários para um bom desenvolvimento. Você pode procurar em todas as fases da vida, se você tem dificuldade de se alimentar, vamos indicar o que pode fazer para variar o consumo de nutrientes respeitando o seu gosto. Se tiver de dificuldades com o crescimento das crianças, começando a ganhar peso, se tem problemas como o colesterol alto, problemas no fígado, entre outros, são inúmeras situações que você deve procurar o nutricionista, desde o problema de saúde até uma qualidade de vida melhor.

  • Quais são os maiores inimigos da saúde?

Sem dúvida nenhuma são: falta de tempo, stress, fast foods, pouco tempo de sono/descanso sedentarismo e inatividade física, fumo, excesso de álcool, tensão emocional , excessos alimentares e má qualidade de vida.

  • Letícia, você acredita que uma boa alimentação influencia em quais aspectos da vida moderna?

Com certeza a alimentação saudável influencia de maneira positiva. Atualmente, devido ao aumento na divulgação de informações vinculadas à alimentação, é muito comum que as pessoas mudem seus comportamentos. É fácil perceber, ao notar nas prateleiras e lancheiras, o maior número de alimentos industrializados e embalados, o que se tornou um novo hábito para a maioria das pessoas. Com a menos disponibilidade de tempo, aliado às comodidades da vida moderna, se tornaram o novo padrão alimentar da população.  Porém, é necessário associar essa vida corrida com alimentos saudáveis e práticos, que auxiliem no aumento da disposição , redução do cansaço e stress, e prevenção de doenças advindas do sedentarismo, por exemplo.

  • Você trabalha em uma academia, como uma boa alimentação pode interferir na vida de quem pratica atividades físicas?

Uma alimentação balanceada e planejada para uma pessoa que pratica atividade física, ajuda a evitar a fadiga, acelerar o período de recuperação, diminui o risco de lesões, além de  garantir a reposição e recuperação dos estoques de energia. Por outro lado, não atingir as recomendações nutricionais adequadas pode prejudicar a recuperação pós-treino e comprometer os resultados do praticante.   Na elaboração de uma dieta para o indivíduo que treina, devem ser levados em conta diversos fatores como as rotinas de treino, os tipos de atividades, os hábitos alimentares, o histórico familiar de doenças, o percentual de gordura, a massa muscular, entre outros.

  • Alimentos como frutas podem diminuir a compulsão por comida? Por quê?

Em alguns casos sim, porém a compulsão alimentar é um transtorno alimentar muito sério e relativamente comum. Muitas vezes, além do acompanhamento psicológico, é necessária a introdução de atividades físicas para auxiliar no tratamento. As frutas podem ajudar a reduzir a vontade por doces, devido ao sabor adocicado delas. Além disso, as frutas são ricas em vitaminas e minerais, que ajudam a regular o metabolismo, e ricas em fibras, que aumentam a saciedade

  • Quais são os cuidados que devem ser tomados para quem deseja reeducar a alimentação e busca por qualidade de vida?

A reeducação alimentar se difere dos “regimes”, pois visa implementar mudanças de maneira sutil, gradativas e as adaptações são feitas de acordo com as necessidades nutricionais e adaptação de cada pessoa. Evite seguir dietas ou regimes muitos restritivos, que supervalorizam um grupo de alimentos em detrimento de outros, ou então, dietas da moda, que na maior parte delas são prejudiciais e insustentáveis.

  • No frio as pessoas geralmente ficam mais resfriadas e doentes. Quais os alimentos capazes de contribuir para a prevenção de gripes e infecções neste período?

No frio é muito comum haver uma mudança no comportamento alimentar, onde optamos por alimentos mais quentes e diminuímos os alimentos mais frios. Com isso, a ingestão de frutas, verdura e legumes acaba diminuindo, o que seria uma ótima fonte de vitaminas e minerais importantes para a saúde. Nesses casos, o ideal seria elaborar sopas e caldos, que levassem como ingredientes esses alimentos, como caldos de abóbora com gengibre, alho poró com couve, ou ainda, legumes refogados ao invés de crus. A vitamina C também é uma excelente aliada para evitar gripes e resfriados, portanto, frutas como laranja e limão, são excelentes nessa época do ano.

  • Aqueles que passaram a maior parte da vida de modo sedentário e agora resolveram mudar os hábitos para um estilo de vida saudável, quais são os cuidados a serem tomados e por onde devem começar?

Para que as mudanças sejam duradouras e sustentáveis, sem traumas, o ideal é que sejam mudanças gradativas, principalmente pelo fato de estarem habituadas à comportamentos sedentários  e com praticas alimentares ruins. Quando mudamos drasticamente, a chance de desanimar é muito maior. Algumas idéias são: comer de 3h em 3h, mastigar melhor e mais lentamente os alimentos, incluir alimentos integrais, reduzir o consumo de sal e açúcar, substituir os embutidos por lácteos, entre outros. Lembrando que antes de qualquer mudança é essencial consultar um nutricionista para que ele equilibre o seu dia de uma maneira ideal para o seu objetivo.

  • Em sua opinião, quantas vezes por semana uma pessoa deve fazer atividades físicas para manter a forma?

Manter a alimentação saudável e a prática de atividade física regular é essencial para ter peso adequado, diminuir os riscos de doenças e melhorar a qualidade de vida. O nosso corpo é preparado para ser fisicamente ativo, por isso a Estratégia Global da Organização Mundial de Saúde indica atividades físicas à todos. É recomendado pelo menos 30 minutos de atividade física regular, moderada ou intensa, à depender do objetivo, da idade, do metabolismo, e da atividade física realizada por ela, para saber se esses 30 minutos seriam suficientes. Para isso, é interessante consultar um Profissional de Educação Física e passar por uma avaliação.

  • Qual conselho a senhora daria para os estudantes de nutrição?

Alguns anos atrás, ninguém levava em consideração tantos fatores antes de se alimentar como atualmente. Fugir de frituras, maneirar no consumo de sal e açúcar, evitar produtos industrializados, ingerir a quantidade ideal de proteínas, fazer refeições saudáveis e preparadas corretamente. A sociedade está mudando, e um dos aspectos principais é a alimentação. Então diria que estão no caminho certo, já que uma boa alimentação pode proporcionar resultados maravilhosos e transformadores às pessoas, e nós, nutricionistas, somos os maiores incentivadores e responsáveis nisso. Nossa população atual precisa de muita ajuda e atenção ao colocar hábitos saudáveis em prática. Precisamos resgatar os alimentos da terra, os hábitos dos nossos avós, e um estilo de vida que priorize a saúde e qualidade de vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

CAPTCHA