Vinhedo celebra a renovação cultural com a reinauguração do Centro Cultural da Vila João XXIII

O Centro Cultural da Vila João XXIII será reinaugurado no próximo dia 15, feriado nacional, com ampla programação cultural. Construído em 2011, o espaço nunca havia recebido reformas e agora será reaberto, totalmente revitalizado, retornando com a grade de cursos das Oficinas Culturais Municipais a partir do ano que vem.

Fechado em agosto para reforma, as obras incluíram a troca de toda a cobertura, revisão da parte elétrica, substituição de portas e janelas, nova pintura, entre outras melhorias nas cinco salas, com investimentos de R$ 496 mil. A revitalização faz parte do maior pacote de obras da história de Vinhedo que consiste na recuperação de todos os espaços públicos da cidade.

Para o ano de 2024, serão ofertadas 180 vagas nas oficinas culturais de Ballet, Jazz, Violão, Desenho e História da Arte, Iniciação à história em quadrinhos, Artes Urbanas, Teatro, Costura Criativa e Patchwork. As inscrições têm início em janeiro.

Programação

No evento de reinauguração, haverá aula de alongamento ao ar livre a partir das 9h, seguido da visitação ao espaço e aulas das oficinas de Violão, Alongamento e Relaxamento, Desenho e História da Arte.

Após a fala das autoridades, haverá apresentação musical do duo ‘Guino e Der’ e, durante todo o evento, intervenções artísticas com o ‘Circo Excêntrico’ e o ‘Show de Bolhas, além de brinquedo inflável e pula-pula para as crianças. A população também poderá retirar exemplares de livros grátis na ‘Tenda do Livro’.

Às 11h, haverá o sorteio do mês de outubro do programa Nota Fiscal Premiada Vinhedense em parceria com a Acivi, além da entrega dos vouchers do mês de setembro aos contemplados. Serão distribuídos R$ 3.750,00 em vales-compras de R$ 250 cada aos consumidores que prestigiaram o comércio vinhedense.

Leia anterior

Escolas Municipais se unem em um vibrante evento, a ‘Festa da Família’, promovendo interação, aprendizado e momentos especiais para toda a comunidade

Leia a seguir

Tempestades intensas podem se repetir nos próximos dois meses no Sudeste, alerta Inteligência Climática