News

A seleção brasileira enfrenta derrota histórica para a Argentina

Uma noite de violência no Maracanã, sendo derrotada por 1 a 0 pela Argentina, em uma partida marcada por uma briga generalizada entre torcedores antes do início do jogo. Pela primeira vez nas Eliminatórias Sul-Americanas, o Brasil sofreu uma derrota em casa.

Foto: Reprodução/CBF

A confusão começou durante a execução dos hinos, com agressões entre brasileiros e argentinos nas arquibancadas, levando os jogadores argentinos a se aproximarem da área de conflito para apaziguar a situação. Liderados por Messi, os argentinos chegaram a deixar o gramado, ameaçando o cancelamento da partida, que começou com um atraso de cerca de 30 minutos.

Dentro de campo, a violência persistiu, com os brasileiros cometendo várias faltas duras. O jogo só começou a mostrar futebol depois dos 30 minutos, com a melhor chance do Brasil no primeiro tempo ocorrendo aos 43 minutos, em um chute de Gabriel Martinelli.

No segundo tempo, a Argentina marcou o gol da vitória aos 17 minutos, com Otamendi cabeceando após cobrança de escanteio de Lo Celso. A situação do Brasil piorou aos 36 minutos, quando Joelinton foi expulso após um lance com De Paul.

Diante desse cenário negativo, parte da torcida brasileira expressou sua insatisfação, chamando a seleção de “time sem vergonha”. Com essa derrota, o Brasil agora ocupa a 6ª posição na classificação, somando sete pontos. Para a Argentina, a vitória mantém a liderança, com 15 pontos, e marca possivelmente a última partida oficial de Lionel Messi no Maracanã.

Leia anterior

Israel e o Hamas chegaram a um acordo para um cessar-fogo temporário

Leia a seguir

Taxa de desemprego no Brasil apresenta queda, passando de 8% para 7,7% no terceiro trimestre do ano