Alécio Cau anuncia novas unidades habitacionais em Valinhos pelo programa Minha Casa, Minha Vida

Bairro Ortizes foi contemplado com 250 novas unidades através do benefício concedido pelo Presidente Lula

O Vereador Alécio Cau (PDT) marcou presença no Salão Nobre do Palácio do Planalto, onde nesta quarta-feira, 22, o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), juntamente com o Ministro das Cidades, Jader Filho, anunciou oficialmente as cidades que serão contempladas pelo Programa Minha Casa, Minha Vida, faixa 1, voltado para famílias de baixa renda. Este é um marco significativo para Valinhos, que não era beneficiada por este programa há mais de 30 anos.

Com o apoio decisivo do Vereador Alécio Cau e do Dep. Federal Alencar Santana (PT-SP), Valinhos finalmente terá a oportunidade de receber os benefícios desse programa habitacional. O total de 250 unidades habitacionais serão direcionadas para o município, especificamente no bairro Ortizes. Essa conquista foi possível graças também à colaboração da Secretaria de Desenvolvimento Urbano de Valinhos.

O anúncio representa uma vitória para a comunidade local, que aguardava ansiosamente por investimentos em habitação de baixo custo. O Programa Minha Casa, Minha Vida desempenha um papel crucial na promoção do acesso à moradia digna para famílias de baixa renda, e sua chegada a Valinhos é um passo importante na direção de garantir condições habitacionais adequadas para a população.

Este é um marco significativo para Valinhos, que não era beneficiada por este programa há mais de 30 anos

O Vereador Alecio Cau expressou sua satisfação com o anúncio e reiterou seu compromisso com a melhoria das condições de vida dos cidadãos de Valinhos.  A expectativa é de que o programa traga não apenas moradias, mas também promova o desenvolvimento socioeconômico local.

O governo brasileiro tomou a decisão de iniciar a construção de 187,5 mil novas unidades habitacionais destinadas a famílias enquadradas na Faixa 1, com renda de até dois salários-mínimos. O Ministério das Cidades formalizou a seleção das propostas que resultarão na edificação dessas novas moradias. O empreendimento abrangerá mais de 1,2 mil projetos habitacionais distribuídos em 560 municípios em todo o país.

Das 187,5 mil unidades habitacionais, 184 mil serão destinadas a famílias registradas em cadastros habitacionais, enquanto as 3 mil restantes serão alocadas para aquelas que perderam sua única residência devido a emergências, situações de calamidade pública, ou devido à realização de obras públicas federais.

Leia anterior

Mutirão de Vasectomia no Hospital Mário Gatti

Leia a seguir

Com Lula e Haddad, Brasil voltou ao rumo do crescimento econômico