Debate histórico reúne especialistas para discutir inclusão no cenário do Transtorno do Espectro Autista em Valinhos

O debate sobre o Transtorno do Espectro Autista, inédito na região, marcou o 1º Encontro de Profissionais pelo Espectro em Valinhos nesta quarta-feira (22). Promovido pela Prefeitura, por meio do Departamento de Odontologia da Secretaria da Saúde, o evento reuniu mais de 160 participantes, incluindo especialistas de diversas áreas.

O secretário da Saúde, João Gabriel Vieira, destacou a preocupação de Valinhos com o tema, evidenciada não apenas pelo encontro pioneiro, mas também pela inauguração do Centro de Referência do Autismo, que já atende cerca de 60 pacientes.

Profissionais como psicólogos, terapeutas ocupacionais e dentistas participaram das discussões, abordando temas como as características do TEA, a importância do diagnóstico precoce, alterações de hipersensibilidade sensorial, técnicas de manejo e dessensibilização, manejo clínico de pacientes com autismo, técnicas para lidar com crises no consultório, acolhimento da família de pessoas com deficiência e a inclusão na odontologia.

A Dra. Nayene Leocádia Manzutti Eid, assessora da secretaria da saúde e gestora da Odontologia, enfatizou que o objetivo foi abordar o TEA sob a ótica de diversas áreas, compreendendo as demandas de forma multiprofissional para tornar o desenvolvimento de políticas públicas mais assertivo.

O evento contou com a presença de munícipes, secretários municipais, vereadores, servidores da área da saúde de Valinhos, Vinhedo, Louveira, além de representantes de instituições como a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), Associação Cultural Educacional Social e Assistencial Capuava (ACESA), Casa da Criança, Centro de Referência do Autismo (CAV), Conselho Municipal de Saúde e Comitê de Inclusão da Pessoa com Deficiência do Grupo Mulheres do Brasil.

Leia anterior

Obras de infraestrutura energética e de gás provocam interdições em mais 8 pontos de Valinhos

Leia a seguir

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 3,5 milhões hoje