Anips Spina: Uma vida dedicada ao ministério pastoral e teológico

A rotina diária de Spina envolve a leitura assídua das Sagradas Escrituras, aliada a experiências espirituais pessoais, fundamentais para ampliar o conhecimento teológico

Por Gabriel Previtale

Na vasta trajetória de Anips Spina, o chamado divino para o pastorado se entrelaça com uma busca incessante pelo conhecimento teológico. Com uma carreira marcada pela dedicação ao ensino, aconselhamento e reflexão, Spina, pastor, professor e teólogo, destaca-se não apenas por suas credenciais acadêmicas, mas pela profunda paixão em compartilhar as verdades espirituais.

Graduado em Teologia pelo Seminário Teológico Nazareno desde 1976, Spina não se contentou com o diploma inicial. Ao longo dos anos, acumulou diversos cursos complementares em áreas teológicas, filosofia, administração, jornalismo e recebeu a chancela de escritor pela ABI, Rio de Janeiro. Sua busca por literatura em português, em meio a uma predominância de obras teológicas em espanhol e inglês, ressalta seu compromisso em tornar acessível o conhecimento teológico em nossa língua.

Para Spina, o pastorado é mais que uma profissão; é um chamado divino, uma vocação que exige constante aprimoramento. Ele destaca a importância da teologia como base para compreender as leis espirituais, enfatizando que “um texto fora do contexto dá um pretexto.” A boa hermenêutica, segundo ele, é essencial para uma compreensão adequada das Escrituras.

Pastor é graduado em Teologia pelo Seminário Teológico Nazareno desde 1976

A rotina diária de Spina envolve a leitura assídua das Sagradas Escrituras, aliada a experiências espirituais pessoais, fundamentais para ampliar o conhecimento teológico. Preparar aulas e mensagens, conduzir reuniões públicas, aconselhar em questões pessoais e administrativas são apenas algumas das responsabilidades diárias desse dedicado pastor.

No cerne de seu ministério está a habilidade de enfrentar desafios variados, desde consolar em momentos de luto até compartilhar palavras de esperança em celebrações festivas. A alternância constante entre essas circunstâncias exige preparação não apenas intelectual, mas emocional, mental e espiritual.

Para Spina, a orientação do Espírito Santo é fundamental na tomada de decisões, especialmente ao lidar com questões controversas. Ele destaca a importância de buscar respostas nas Escrituras e exercer bom senso ao abordar temas delicados.

Para Spina, o pastorado é mais que uma profissão; é um chamado
divino, uma vocação que exige constante aprimoramento

Como defensor da solidariedade, Spina destaca a necessidade de reconhecermos a igualdade entre todas as almas, independentemente de cor ou origem. Ele enfatiza o papel vital da solidariedade na sobrevivência humana e instiga a todos a agirem em prol do bem comum.

Spina destaca a necessidade de estudar as diferentes correntes de pensamento teológico para entender as controvérsias, buscando respostas nas Sagradas Escrituras. Ele ressalta a orientação do Espírito Santo, que, segundo sua experiência, revela o caminho a seguir quando se tem uma mente teológica.

Como parte da sociedade cristã, Spina defende princípios fundamentais desde os tempos apostólicos. Ele destaca a prática diária do amor a Deus e ao próximo, denunciando injustiças, desumanidade, intolerância e discriminação como contrários aos ensinamentos cristãos. Sua mensagem enfatiza a importância de acolher e cuidar dos mais fracos, promovendo a solidariedade e reconhecendo a igualdade de todas as almas perante o Criador.

Finalmente, Spina destaca a importância de ensinar e ajudar todos a crescerem em todas as áreas da vida, orientando sobre o desenvolvimento da fé e do entendimento por meio da meditação nas Sagradas Escrituras. Ele encoraja a busca pelo Pai das Luzes, descrito como bondoso, amoroso e misericordioso, enfatizando que todos foram criados à Sua imagem e semelhança.

Leia anterior

COLUNA PING PONG

Leia a seguir

Português que traficava crianças de Valinhos é preso pela Polícia Federal