News

Vítima relata ataque transfóbico em posto de gasolina em Valinhos

Natally afirma que não recebeu qualquer tipo de socorro ou ajuda por parte dos funcionários do posto

Na tarde do dia 29 de novembro, Natally Danielly de Carmargo, uma mulher trans de 30 anos, moradora do bairro Jd. América 2 em Valinhos, nos conta que foi vítima de um ataque transfóbico em um posto de gasolina da cidade. A denúncia foi formalizada por meio de um boletim de ocorrência, no qual Natally relata ter sido banhada em gasolina por um frentista durante o abastecimento de sua moto.

Segundo a vítima, que registrou o incidente em vídeos e fotos, ela estava afastada da motocicleta, aguardando o abastecimento, quando o frentista ativou a pistola, atingindo-a com grande quantidade de gasolina. Além dos danos causados pela substância inflamável, Natally sofreu queimaduras decorrentes dos produtos químicos presentes na gasolina.

Em um relato angustiante, a vítima afirma que, mesmo diante da gravidade da situação, não recebeu qualquer tipo de socorro ou ajuda por parte dos funcionários do posto. “Eles apenas apontaram que tinha um banheiro ali, onde fui me lavar. Entrou gasolina no meu olho, boca, nariz, corpo. Fiquei encharcada, meu corpo inteiro começou a queimar”, desabafa Natally.

A moradora de Valinhos acrescenta que, no momento do ocorrido, outros funcionários estavam presentes, mas nenhum deles prestou assistência. Pelo contrário, segundo a vítima, alguns riam e caçoavam da situação. “Me senti muito humilhada. Na hora não tinha nenhum gerente, nem ninguém que pudesse me ajudar. Fui ‘cega’ até o banheiro sem conseguir enxergar, me lavar. Fiquei nua e tive que usar o banheiro masculino”, relata Natally.

O caso reforça a necessidade de conscientização e combate à transfobia, um crime que atinge não apenas a integridade física, mas também a dignidade e o respeito das pessoas trans.

Leia anterior

Prefeitura de Valinhos zera filas de consultas especializadas

Leia a seguir

Valinhos é representada por delegadas na 13ª Conferência Nacional de Assistência Social em Brasília