Em 2023, 17% dos novos casos de AIDS em Valinhos são entre jovens de 15 a 29 anos

A cidade adota medidas específicas, como orientações, prevenção e acolhimento, sem qualquer forma de preconceito

A cidade de Valinhos tem acompanhado de perto a incidência de casos de AIDS nos últimos anos, adotando medidas e estratégias eficazes para prevenção e tratamento da doença. De acordo com informações da Secretaria da Saúde, a taxa de incidência nos últimos anos: Em 2021, a taxa foi de 7,2 casos de AIDS para cada 100.000 habitantes. Em 2022, houve um aumento para 10,4 casos para cada 100.000 habitantes. Até o momento de 2023, a taxa se mantém em 10,4 casos para cada 100.000 habitantes.

Em 2023, 17% dos casos novos são jovens entre 15 e 29 anos. Estratégias incluem palestras em escolas, disponibilidade de preservativos em locais públicos e acolhimento livre de preconceitos, promovendo a prevenção e o cuidado entre os jovens.

Segundo informações da assessoria da Prefeitura, Valinhos adota a abordagem da Prevenção Combinada, uma estratégia que utiliza diversas frentes para prevenir a propagação do HIV. Isso inclui consultas com infectologistas, fornecimento de antirretrovirais, distribuição de preservativos masculinos e femininos, gel lubrificante, profilaxia pós-exposição e pré-exposição, além de testes rápidos disponíveis em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Cedic CTA sem necessidade de agendamento.

Ainda de acordo com a pasta da saúde, o protocolo de pré-natal exige no mínimo 3 exames de HIV durante a gestação para prevenir a transmissão vertical. Profissionais capacitados garantem o acolhimento e a realização dos testes rápidos, contribuindo para a saúde materno-infantil. Os testes rápidos para diagnóstico de HIV estão acessíveis em todas as UBS e no Cedic CTA para testagem espontânea e gestantes. Nas situações de violência, suspeita diagnóstica ou acidente de trabalho, eles também estão disponíveis na UPA e nos hospitais locais.

A equipe de Saúde do Departamento de Programas e Projetos realiza palestras educativas nas escolas municipais, e nas UBS e no Cedic são distribuídos folhetos explicativos, contribuindo para a educação sexual e prevenção nas comunidades.

Homens que fazem sexo com homens e pessoas em vulnerabilidade social são identificados como grupos de maior risco. A cidade adota medidas específicas, como orientações, prevenção e acolhimento, sem qualquer forma de preconceito. O tratamento antirretroviral está disponível na Farmácia do Componente Estratégico da Vila Santana, enquanto o tratamento é realizado no Cedic CTA, promovendo o cuidado integral aos pacientes com HIV. Valinhos reforça seu compromisso com a saúde pública, adotando medidas eficazes para lidar com a AIDS, promovendo prevenção, diagnóstico precoce e tratamento adequado.

Valinhos reforça seu compromisso com a saúde pública, adotando medidas eficazes para lidar com a AIDS, promovendo prevenção, diagnóstico precoce e tratamento adequado.

Leia anterior

PING PONG – Cláudio Henrique Cachioni

Leia a seguir

O reinado de Natália Francisco Lopes na Festa do Figo edição 2017