Dorival Júnior deixa São Paulo para comandar a seleção brasileira

Dorival Júnior deixa o São Paulo para realizar um sonho à frente da seleção brasileira masculina de futebol. O técnico, campeão da Copa do Brasil 2023 com o Tricolor Paulista, confirmou sua saída nas redes sociais do clube, após o desligamento. Nos próximos dias, a CBF fará o anúncio oficial de Dorival como substituto de Fernando Diniz, demitido na última sexta-feira (7).

“É a realização de um sonho pessoal, que só foi possível porque tive o reconhecimento do trabalho desenvolvido no São Paulo. Por isso tenho de agradecer por ter feito parte desse importante período de reconstrução, liderado com competência pela presidência e pela diretoria”, expressou Dorival, de 61 anos, em comunicado feito à direção do Tricolor Paulista neste domingo (7).

Além da conquista da Copa do Brasil pelo São Paulo em 2023, Dorival destacou-se na temporada de 2022 com o Flamengo, vencendo a Copa do Brasil e a Copa Libertadores. Anteriormente, em 2010, comandou o Santos à conquista da Copa do Brasil, contando com jovens talentos como Neymar e Paulo Henrique Ganso.

O presidente do São Paulo Futebol Clube, Júlio Casares, destacou o convite feito a Dorival como um sinal de que o clube está no caminho certo. “Resta desejar boa sorte em seu novo desafio”, afirmou Casares. Dorival Júnior assume a seleção brasileira ocupando o sexto lugar nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2026. Nas últimas seis partidas sob o comando de Diniz, a seleção somou três derrotas, um empate e duas vitórias.

Nascido em Araraquara (SP), Dorival se tornou a preferência do presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, após o técnico italiano Carlos Ancelotti renovar seu contrato com o Real Madrid (Espanha). O sonho de trazer Ancelotti como substituto de Tite ruíu quando o italiano renovou seu vínculo com o Real Madrid em 29 de dezembro.

Leia anterior

Processo Seletivo oferece 30 Vagas no Fundo Social de Valinhos

Leia a seguir

Relembre a tentativa de golpe do dia 8 de janeiro de 2023