News

Anfavea divulga aumento de 1,3% na produção de veículos em 2023

A produção de veículos registrou um crescimento de 1,3% em 2023, totalizando 2,20 milhões de unidades, conforme relatório divulgado pela Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) nesta quarta-feira (10). Em comparação ao mesmo período do ano anterior, que apresentou 2,37 milhões de unidades produzidas, o desempenho foi ligeiramente positivo. A Anfavea destaca, no entanto, que esse resultado poderia ter sido mais expressivo se as exportações não tivessem declinado 16% e as importações aumentado em 29%.

A produção de caminhões e ônibus, por sua vez, experimentou uma queda de 37,5%, atribuída aos custos mais elevados das novas tecnologias de controle de emissões, implementadas para atender à etapa P8 do Proconve, vigente desde janeiro de 2023.

As vendas de veículos novos apresentaram uma elevação de 11,2% durante o ano de 2023, totalizando 2,18 milhões de unidades emplacadas em comparação com os 2,10 milhões registrados no mesmo período de 2022. Considerando caminhões e ônibus, os emplacamentos de autoveículos alcançaram 2.309 mil unidades, representando um aumento de 9,7% em relação a 2022.

Segundo a Anfavea, a média diária de emplacamentos ao longo de 2023 cresceu consistentemente, alcançando 12,4 mil unidades por dia em dezembro, o melhor resultado dos últimos quatro anos. A performance positiva no último mês foi impulsionada principalmente pelas locadoras, que adquiriram 75 mil unidades, 30 mil a mais que a média do ano anterior. Além disso, promoções para a venda de modelos híbridos e elétricos antes da volta do Imposto de Importação também contribuíram para o aumento dos emplacamentos.

As exportações, no entanto, apresentaram uma redução de 16% de janeiro a dezembro de 2023, totalizando 403,9 mil unidades comercializadas no mercado externo. No mesmo período do ano anterior, esse número foi de 480,9 mil unidades. A diminuição ocorreu devido à queda nas vendas para países como Argentina (-16%), Chile (-57%) e Colômbia (-53%).

Para o ano de 2024, a Anfavea projeta um crescimento de 6,1% nas vendas (2,45 milhões de unidades), 6,2% na produção (2,47 milhões) e 0,7% nas exportações (407 mil unidades). Márcio de Lima Leite, presidente da entidade, destaca razões para acreditar em um ano positivo para o setor automotivo brasileiro, incluindo o crescimento do mercado interno, da produção e a implementação do Programa Mover pela Medida Provisória nº 1.205, uma política industrial moderna e inteligente que favorece a cadeia automotiva e as novas tecnologias de descarbonização.

Leia anterior

Alterações no trânsito para aproveitar a 73ª Festa do Figo e 28ª Expogoiaba em Valinhos

Leia a seguir

Encontro de carros antigos contará com 200 veículos em Valinhos