Como promover uma vida ativa de maneira correta

Inúmeros benefícios de incorporar a atividade física regular à rotina diária

Luanna Dias

No início de cada ano, muitas pessoas se dedicam a estabelecer novas metas e compromissos para promover um estilo de vida mais saudável e equilibrado. Uma das mais frequentes é o comprometimento com a prática regular de atividades físicas. Esse objetivo reflete não apenas o desejo de manter a boa forma, mas também a busca por uma melhor qualidade de vida, bem-estar mental e físico.

Gislaine Moscatini, de 46 anos, compartilha sua experiência como professora de educação física, destacando os inúmeros benefícios de incorporar a atividade física regular à rotina diária. Além de reduzir o estresse e sintomas de ansiedade, a prática regular melhora a qualidade do sono, a aprendizagem, e previne diversas doenças crônicas, promovendo uma melhora geral na qualidade de vida.

“É importante realizar um check-up geral, especialmente com um cardiologista, antes de iniciar um programa de exercícios, mesmo que seja algo simples como caminhadas, visando garantir a segurança pessoal e prevenir possíveis complicações decorrentes do sedentarismo” afirmou a profissional.

Ao contrário do que muitos pensam, o adequado é encaixar três tipos de atividades físicas na rotina. Um exercício de força, como por exemplo musculação, ginástica localizada ou hidroginástica. Algo que trabalhe a flexibilidade, como alongamento. E por fim um exercício aeróbico, podendo ser caminhada, corrida e até ciclismo.

A falta de tempo muitas vezes é uma questão de prioridade

Orientações sobre saúde da professora de educação física, Gislaine Moscatini


Outra dúvida muito comum é sobre a idade adequada para a prática de atividades físicas. “O fator determinante não é a idade em si, mas sim o condicionamento da pessoa. Se alguém tem o hábito de se exercitar ao longo da vida, mesmo aos 70 anos, pode correr sem problemas. Por outro lado, um adolescente de 20 anos que nunca praticou exercícios físicos e decide correr pode se machucar, pois não está preparado para essa atividade. Qualquer atividade deve ser introduzida gradualmente. Não é a idade e sim o condicionamento físico”, explicou Gislaine.

Sobre desafios comuns como falta de tempo ou motivação, Gislaine destaca que muitas pessoas encontram motivação após superar doenças, ressaltando a importância de dedicar um tempo para a atividade física, mesmo em meio à rotina agitada. Deve-se sempre buscar por atividades que sejam prazerosas, para que possa ser feita sem problemas por bastante tempo. A falta de tempo muitas vezes é uma questão de prioridade.



É importante buscar a orientação de um nutricionista. Ao iniciar atividades físicas, é natural querer se alimentar melhor. Em casos de atividades de alto desgaste e exercícios intensos, a suplementação pode ser necessária. Entretanto, muitas pessoas que iniciam atividades físicas optam por suplementos sem possuir uma alimentação adequada, quando, na verdade, é possível obter os nutrientes necessários apenas através de uma alimentação balanceada.

“Os benefícios da atividade física regular são tantos que é recomendado dedicar um pequeno período diário a alguma prática que lhe agrade. Muitas vezes, as pessoas acabam aderindo a atividades populares que não gostam, resultando em desistências. Experimente várias atividades físicas e se encontre em uma. Não há uma atividade superior a outra, a melhor é aquela que proporciona maior identificação e pode ser sustentada consistentemente”, finalizou Gislaine.

Leia anterior

Pérolas da avaliação

Leia a seguir

Oportunidades de emprego: PAT oferece 253 vagas em diversas áreas