News

Victor Luciano – Atleta de MMA valinhense treina em busca de seu lugar ao sol

DIGÃO NO ESPORTE & AMIGOS

Victor Luciano é um jovem valinhense de 23 anos. Em busca de aperfeiçoamento, o atleta vem treinando nos últimos meses na Bolívia. O lutador voltou ao Brasil para sua graduação como Faixa Preta de Muay Thai.

O evento da troca de faixas acontecerá nos próximos dias de janeiro, em São Paulo, no clube de MMA do SC Corinthians. Esse dia tão especial para Victor Luciano terá a presença do seu ex-professor Fernando Pirata e também de um dos grandes nomes do MMA internacional o Fernando Maestro conhecido no mundo das lutas como Mestre Maestro, que é treinador de lendas como Anderson Silva, Cesinha Almeida, Douglas da Silva, entre outros nomes do UFC. 

Vitão, como eu respeitosamente o chamo, deixou uma declaração para este JTV a respeito desse momento tão especial em sua carreira: “Para mim, é uma honra participar de eventos de grande porte, e essa graduação será para mim uma grande alegria em receber das a Faixa Preta das mãos do mestre Maestro. Só tenho a agradecer a Deus, pois sem ele não seria nada possível, quero agradecer também minha família que sempre confiou em mim”.

Foto: Reprodução

Recentemente nosso guerreiro perdeu a sua mãe, dona Roberlane, que faleceu aos 51 anos de idade: “Antes de minha mãe falecer, em 2023, eu disse que iria conquistar tudo por ela e essa graduação será muito especial para mim, pois desde meus 11 anos de idade sempre treinei e lutei em busca dos meus sonhos e, pela memória dela, eu não irei desistir”.

A seguir fiz algumas perguntas ao lutador que nos respondeu com exclusividade.

Como e quando iniciou nas artes marciais?

Iniciei em 2011 com 11 anos de idade no boxe chinês e em 2015 entrei para o Muay Thai, onde percebi que poderia crescer cada vez mais. Participei de 12 lutas no Muay Thai. Nesse período também ingressei no Jiu Jitsu. A paixão pelas lutas cresceu tanto em meu coração que me motivou a iniciar a minha carreira no MMA em 2021.

Como tem sido a sua rotina de treinos?

Muito pesado. Todos os dias acordamos às 5h30 da manhã e já iniciamos os treinos. São cinco aulas por dia, mais ou menos 7 horas de treinos por dia e temos o sábado para descansar na parte de tarde e o domingo inteiro. Depois começa a mesma rotina semanal. 

Quais seus objetivos futuros para sua carreira?

Bom, pretendo ter meu cinturão do evento Thunder Fight e também me destacar em um dos maiores eventos na Bolívia, o Champion 22. Esses são meus objetivos além de me tornar faixa preta de Jiu-Jitsu. 

Quais as maiores dificuldades que um atleta de artes marciais encontra na caminhada? 

A falta de patrocínio, sem dúvida; pois um atleta tem que se dedicar muito aos treinos todos os dias e são bastante puxados. Nós dedicamos muito tempo e energia em busca da melhor forma e com a falta de patrocínio tudo fica muito mais difícil. Se algum empresário ou pessoa física quiser me patrocinar, para mim seria uma honra. 

Quais são seus ídolos no MMA?  

José Aldo, Brendo Moreno, Alex Poatan e Charles do Bronx.

Antes de encerrar a matéria gostaria de desejar boa sorte em sua carreira, Vitão. Seguindo o exemplo dos atletas que você citou acima, com certeza seu “lugar ao sol” vai chegar. 

Veja vídeos e fotos de nossas coberturas no Facebook/Digão no Esporte & Amigos. Obrigado por ler.

Leia anterior

Capricórnio, o décimo signo do zodíaco. Sua palavra-chave é “Eu utilizo”

Leia a seguir

Pérolas da avaliação