Quarta, 08 Dezembro 2021

Prefeitura de Valinhos dá dicas de trânsito em comemoração ao dia do motociclista

Motociclista

A Prefeitura de Valinhos dá dicas de trânsito aos motociclistas, em homenagem ao dia 27 de julho. A motocicleta, motoneta e o ciclomotor são veículos que trazem maior agilidade no trânsito, mas juntamente a isso, vem a fragilidade que os usuários desses veículos estão expostos. Existem dispositivos de segurança para o motociclista e passageiro que, quando utilizados corretamente e somados à velocidade compatível e manobras corretas, contribuem para maior segurança automobilística.

Pensando nisso, e visando um trânsito cada vez mais seguro e consciente, a Prefeitura de Valinhos, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana elaborou uma lista com dicas de segurança aos condutores dos veículos de duas rodas:

. Capacete (sempre) – Equipamento obrigatório para piloto e garupa. Minimiza as chances de ferimentos graves em um acidente. Deve estar devidamente fixado à cabeça, preso ao queixo por meio da cinta, sem folgas, e com a viseira totalmente abaixada. Na ausência dela, será necessário usar óculos protetor específico (lembrando que óculos com lentes corretivas ou de sol não se enquadram).

. Calçados e roupas resistentes – Por andar mais exposto, usar vestuário com tecido mais grosso protege melhor o motociclista. Deixe para trás chinelos ou sandálias. Há botas, jaquetas e calças específicas, com material mais resistente para evitar lesões. Existem também coletes refletivos para sobrepor às roupas comuns e tornar o motociclista mais visível na via, principalmente à noite. Não esqueça, uma das principais regras de segurança do trânsito é ver e ser visto. O uso de luvas nas mãos também é indicado.

. Antena corta-pipa – Apesar de não ser um item obrigatório, é de extrema importância para a vida do motociclista, pois impede o contato direto da linha cortante da pipa com o pescoço do piloto. Todo cuidado é válido!

. Manobras – O motociclista deve estar montado ou sentado, com as duas mãos no guidão e os pés sobre os pedais ou assoalho, no caso de motoneta, para pilotar. Esqueça manobras perigosas, como empinar a moto. Não é permitido também descer da moto e empurrá-la com o motor ligado para fazer alguma manobra. Então, nada de conversões proibidas, invadindo faixas de pedestres ou ciclovias destinadas às bicicletas.

. Deixe o celular de lado – O celular pode ser utilizado como GPS acoplado por meio de suporte no guidão da moto. Contudo, só pode ser manuseado quando o veículo estiver estacionado e com o motor desligado. Nada de colocar o celular dentro do capacete para atender ligação nem mesmo utilizar fones de ouvidos para ouvir músicas no deslocamento, pois isso eleva o risco de acidentes ao tirar a atenção do motorista da via e diminuir a audição. Não deve ser utilizado em movimento em nenhuma hipótese nem mesmo em breves paradas em semáforos ou pedágios.

. Trafegar no corredor – O piloto precisa guardar distância segura lateral e frontal entre os demais veículos, considerando a velocidade e as condições do local, da circulação, do veículo e climáticas. Vale o alerta: o motociclista corre o risco de não ser visto pelos demais motoristas, principalmente se estiver entre veículos grandes, e se envolver em acidentes.

. NUNCA ultrapasse à direita – Os motoristas de carros não esperam essa atitude e isso aumenta o risco de colisão. A ultrapassagem deve ser feita em locais permitidos pela sinalização e pela esquerda, exceto quando o veículo a ser ultrapassado estiver na faixa apropriada e sinalizando o propósito de entrar à esquerda.

. Respeite os limites de velocidade – Regra fundamental pra um trânsito seguro. O condutor fica mais vulnerável no veículo de duas rodas e, em caso de acidente, projeta o corpo do piloto contra outro veículo ou o asfalto. O impacto é maior conforme aumenta a velocidade.

. Viaje tranquilamente, faça check-up – Evite ter dor de cabeça por conta de falhas inesperadas. Confira sempre a calibragem e a aderência dos pneus, freios, buzinas, combustível, funcionamento do farol, entre outros itens importantes.

Atualmente a frota de veículos do município é de 108.911, sendo 14.503 de motocicletas e 1.555 de motonetas, ou seja, 14,74% do total de veículos registrados em Valinhos. Já os condutores aptos à categoria A, estes somam 26.439 no município, representando um total de 33,52% do total de habilitados.

Entre os meses de Janeiro a Maio deste ano, foram registrados 30 acidentes com motocicletas, todos com vítimas, sendo que dois destes, foram vítimas fatais no local.

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 08 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://jtv.com.br/