Quarta, 08 Dezembro 2021

Região envia 128 pacientes com Covid-19 para SP; famílias driblam distância com atendimento humanizado e videochamadas.

Hospital de Campanha foi inaugurado no Ibirapuera — Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo .

Desde o final de junho, quando pacientes da região de Campinas (SP) contaminados com a Covid-19 passaram a ser transferidos para São Paulo, os municípios já enviaram 128 moradores para unidades médicas da capital. Para diminuir a distância e a falta de notícias, familiares de pessoas internadas com a doença se apegam ao atendimento humanizado praticado pelos hospitais e às videochamadas.

O jornalista Thiago Alves está com a avó de 81 anos internada com Covid-19 no Hospital de Campanha do Ibirapuera, onde as transferências se concentram desde a última semana. A família, que mora em Sumaré (SP), não encontrou leitos de UTI disponíveis na região e precisou buscar a alternativa em São Paulo. A partir daí, começou o sofrimento para obter notícias dela, já que as visitas são proibidas.

"A minha família recebe duas ligações ao dia do médico. Recebe mensagens e ligações de enfermeiras, assistentes social, eles fazem chamada de vídeo para a gente vê-la. A ideia dela ficar sozinha em um leito de hospital nos assustou muito, mas ver a forma como ela está sendo tratada, deixa a gente bem mais calmo. Agora é torcer para ela voltar logo", afirmou Alves.

Hospital de Campanha foi inaugurado no Ibirapuera — Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

A mesma situação é vivida por Ozias do Carmo. A mãe dele de 83 anos deu entrada em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e precisou de um respirador. No entanto, a unidade não tinha equipamentos de alta complexidade e ela precisou ser transferida. A família esperou quatro dias por uma vaga na capital através da Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde (Croos).

Até chegar em São Paulo, eles também tiveram dificuldades para conseguir uma ambulância. "Eu passei uma noite inteira em claro até conseguir a ambulância. Mas agora ela está sendo bem cuidada. O médico liga todos os dias para passar o relatório de como ela está, e eles têm passado esse relatório direito", explicou.

Thiago Alves está com a avó de 81 anos internada com Covid-19 — Foto: Reprodução/EPTV

Transferência

A medida de transferir os pacientes entrou em vigor para tentar melhorar a taxa de ocupação dos hospitais nas cidades da região, após a diminuição do número de casos de coronavírus na capital do estado. A Região de Campinas ainda está na fase 1 - vermelha do Plano São Paulo - a mais restritiva de todas, enquanto São Paulo avançou para a fase amarela, permitindo abertura de bares, restaurantes e academias com restrições.

O Hospital de Campanha do Ibirapuera, que se tornou referência para os atendimentos de pacientes da região de Campinas, custou R$ 12 milhões e conta com 240 leitos de enfermaria e 28 de UTI.

Fonte:EPTV 1

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 08 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://jtv.com.br/