Quarta, 27 Outubro 2021

ATLETA MAIS VELHA DA SELEÇÃO PARALÍMPICA BRASILEIRA CONQUISTA OURO

Beth Gomes, atleta mais velha da delegação brasileira que disputa os Jogos Paralímpicos de Tóquio, faturou nesta segunda-feira, 30, a 1ª medalha de ouro da carreira neste evento.

Aos 56 anos, a veterana é a campeã paralímpica do lançamento de disco na classe F53, ainda que ela seja classificada como sendo da F52, para atletas com deficiência mais aguda. Beth tem esclerose múltipla, uma doença autoimune que afeta o cérebro e a medula, e que reaparece em forma de surto. Ao longo da vida, sofreu diversos baques, precisando superar cada um deles. Não à toa, é conhecida pelo apelido Fênix. Antes atleta da F54, ela foi reclassificada em 2018 depois de mais um desses surtos, que paralisou todo o lado esquerdo do seu corpo.

Na nova classe, ela já vinha brilhando. Em 2019, sagrou-se campeã mundial no disco em Dubai e parapan-americana em Lima. Assim, chegou a Tóquio com amplo favoritismo para o ouro, que agora é sua primeira medalha em Jogos Paralímpicos.

Veja mais notícias sobre Esportes.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 27 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://jtv.com.br/