Quarta, 26 Janeiro 2022

PARIS-2024: OLIMPÍADA COM MUITA NOVIDADE

A Olimpíada de Tóquio-2020 chegou ao fim, neste domingo, dia 8, e agora começa a contagem regressiva para os Jogos Olímpicos de Paris-2024.

A próxima edição, que acontecerá entre os dias 26 de julho e vai até 11 de agosto de 2024, também contará com mudanças e categorias estreantes, como:

- BREAKDANCE: estreia

Mais do que uma dança e um dos elementos da cultura hip hop, o breaking é um estilo de vida e para muitos se tornou também esporte de alto rendimento.

- SKATE E SURFE: continuam

Duas modalidades estreantes em Tóquio que renderam medalhas ao Brasil permanecem no programa olímpico em Paris. É o caso do skate (que teve as pratas de Kelvin Hoefler, Rayssa Leal e Pedro Barros) e do surfe (no qual Italo Ferreira ficou com o ouro).

- KARATÊ E BEISEBOL: fora

Por outro lado, o beisebol/softbol, que retornou após aparecer pela primeira vez em Pequim-2008, não será disputado em 2024, assim como o karatê, que estreou no Japão.

- IGUALDADE DE GÊNERO MUDA EVENTOS

Pela primeira vez na história dos Jogos haverá igualdade de gênero: 50% de participação masculina e feminina em Paris, em comparação a Tóquio 2020, teve 48,8% de participação de mulheres.

Para que isso se torne possível, o COI fez mudanças em diversas modalidades, são elas:

* Novo evento misto de atletismo vai substituir a marcha atlética masculina de 50km;

* Nova classe de peso feminino no boxe substitui uma classe de peso masculino;

* Dois eventos de canoagem slalom extremo substituem dois eventos de canoagem de velocidade;

* Três novos eventos mistos na vela (incluindo kitesurfe misto e 470 misto - barco de duas pessoas) substituem um masculino e um feminino 470 (eventos para duas pessoas e o Finn masculino - bote de uma pessoa;

* Novo evento de equipe mista skeet no tiro substitui o evento de equipe mista de armadilha.

- MENOS ATLETAS

O COI definiu a quantidade de 10.500 atletas para Paris-2024, incluindo novos esportes, 592 a menos em comparação com Tóquio 2020 (11.092). Essa diferença gera uma redução no tamanho geral e na complexidade dos Jogos Olímpicos.

A maior redução de cotas foi feita no levantamento de peso, que teve quatro eventos retirados do programa. O esporte agora vai contar com cinco provas por gênero, com cota de 120 atletas, contra 196 em Tóquio. Na sequência aparece o boxe, com 252 vagas (contra 286 na edição anterior).

Veja mais notícias sobre Esportes.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 26 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://jtv.com.br/