Terça, 18 Janeiro 2022

AAPV alerta: golpes financeiros contra idosos e aposentados cresce 60% em tempo de pandemia

O motivo disso foi o isolamento imposto pela pandemia e que obrigou os idosos e aposentados ficarem em casa e eles passaram a se aventurar e usar os meios digitais resolver seus problemas de ordem financeira, principalmente pagamentos, transferências e compras.

Com essa exposição maior na internet, os criminosos aproveitam o maior tempo online dos idosos e outras pessoas para aplicar golpes, especialmente quando é induzido a informar dados pessoais, códigos e senhas para estelionatários. Normalmente o início do golpe se dá através do telefone, email ou mensagens de aplicativos com links que direcionam o usuário a sites falsos.

"Nós aqui na Associação dos Aposentados e Pensionistas estamos sempre atentos e informando os nossos associados para que tomem cuidado, se precisarem de ajuda estamos sempre à disposição, ou peça a um familiar de confiança, se precisar ir ao banco vá acompanhado e nunca solicite ajuda de estranhos", disse Antonio Armando Figueira presidente da AAPV.

O que tem sido muito noticiado é o do falso motoboy. Nele, criminosos entram em contato com as vítimas se fazendo passar pelo banco para comunicar a realização de transações suspeitas com o cartão de crédito do cliente. Os golpistas informam que um motoboy será enviado para recolher o cartão supostamente clonado para que sejam feitas outras análises necessárias para o cancelamento das compras irregulares. Há também os golpes da transferência e venda de bens e imóveis e a captação de empréstimos consignados, ambos induzidos e realizados por familiares próximos.

Para combater as fraudes, a Secretaria Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa do Ministério da Mulher e dos Direitos Humanos, em parceria com a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) e o Banco Central, lançou uma campanha para informar, conscientizar e prevenir sobre as tentativas de golpes financeiros e de violência patrimonial.

Confira as principais orientações e dicas para evitar prejuízos:

– O banco nunca liga para o cliente pedindo senha nem o número do cartão;

– O banco nunca vai mandar alguém para a casa do cliente para retirar o cartão;

– O banco nunca liga para pedir para realizar uma transferência ou qualquer tipo de pagamento;

– Ao receber uma ligação dizendo que o cartão foi clonado, o cliente deve desligar, pegar o número de telefone que está no cartão e ligar de outro telefone para tirar a limpo essa história;

– Recebeu um SMS ou e-mail do banco com um link? Apaga e ligue para o seu gerente;

– Nunca passe sua senha e dados pessoais a ninguém.

Veja mais notícias sobre Valinhos.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 18 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://jtv.com.br/