Quarta, 26 Janeiro 2022

Ativista de Valinhos, Ingrid Soto, estreia no Teatro SESI Amoreiras

Foto: Camila Roberta

Nos dias 6 e 12 de novembro, às 20h, o Teatro do Sesi Amoreiras apresenta o espetáculo "Nem melhor nem pior na mesma ", inspirado em Dias Felizes, do autor Samuel Beckett. A apresentação, resultado do curso de teatro Encenação, realizado pelo Núcleo de Artes Cênicas do Sesi Campinas, será transmitida no telão do teatro. As reservas podem ser feitas pelo sistema Meu Sesi em: sesisp.org.br/eventos. Nas exibições, os atores estarão presentes para um bate-papo sobre o processo e sobre o espetáculo. Ingrid Soto, ativista e pacifista de Valinhos, participa como atriz, mas também produziu uma música inédita para a montagem.

"Atuar é um dos desejos que tenho desde pequena, mas é algo que nunca deixei transparecer a todos ao meu redor, somente comentava mais com a minha família. Nunca atuei antes em uma peça, penso que eu apenas devo ter feito isso uma ou duas vezes em trabalhos de escola, mas essa experiência é bem ímpar. Com a boa conexão com os talentosos dez atores desse belo espetáculo e a Inês, me senti segura, sem nervosismo ou pressão no período da montagem da peça. Participar disso me trouxe muitas ideias novas e me fez, mais uma vez, sair da minha zona de conforto e vivenciar algo novo nesse cenário pandêmico", explica Ingrid.

A peça "Nem Melhor Nem Pior Na Mesma" - Um exercício de sobrevivência, é inspirada na clássica peça "Dias Felizes", do dramaturgo Samuel Beckett, que foi escrita em 1961. O espetáculo traz o Teatro do Absurdo que, como o próprio nome já diz, retrata o absurdo da existência e condição humana unindo elementos inesperados, "fora da realidade" com o cotidiano. Também expressa as crises do indivíduo moderno em temas repletos de simbolismos e que requer uma boa reflexão para compreender a história. Na peça, temos em destaque a trama de Winnie, personagem presa em seu espaço e que procura algum sentido para continuar a viver em meio ao impasse de não conseguir "mudar" ou apenas manter um diálogo com alguém, por sua condição física e psicológica que a faz se enterrar em repetições de ações cotidianas, memórias e reflexões. A frustração que ela vive nos leva a conhecer diversas facetas da personagem que são reveladas de pouco a pouco até o fim da peça e sua história.

A peça será exibida de maneira presencial e online, gratuitamente, sendo que nos dias 6 e 12 de novembro, às 20h, em um telão no Teatro do Sesi Amoreiras em Campinas. As cenas foram gravadas individualmente no teatro com cada ator, obedecendo os protocolos da pandemia, e a edição vai reproduzir o formato online. "É importante registrar que essa peça é indicada para maiores de 12 anos. E se você aprecia o drama teatral, gosta de criar teorias sobre uso de certos objetos e falas simbólicas, gosta de passar por "choques de realidade", mistura de emoções e provocações para refletir sobre a sociedade e principalmente a sua existência ou de alguém próximo em um período de menos de uma hora, eu tenho certeza que essa peça é uma recomendação perfeita para você. O espetáculo, nos faz refletir sobre como cada um se comporta em meio a uma impossibilidade de se mover ou mudar", finaliza Ingrid.

Foto: Camila Roberta

Veja mais notícias sobre Valinhos.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 26 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://jtv.com.br/