Quinta, 22 Abril 2021

Estado de SP afirma que as duas próximas semanas serão as mais duras da pandemia

Já morreram 60.014 pessoas no estado durante a pandemia do novo coronavírus, que infectou pouco mais de 2 milhões - Foto Governo do Estado de São Paulo

Pressionado pelo Centro de Contingência e pelos indicadores que apontam aumento de casos e internações no estado, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), avalia anunciar já nesta quarta-feira (3) a migração de todo o estado para a fase vermelha do Plano São Paulo, a fase com restrição total a comércios e serviços não essenciais. A decisão final sobre o assunto ocorrerá em reunião na manhã de quarta (3).

Na fase vermelha, apenas os serviços essenciais estão permitidos. A tendência é sua adoção por um tempo determinado, talvez duas semanas, a depender da evolução do impacto na circulação do novo coronavírus.

O tema está sendo discutido por Doria e secretários nesta tarde de terça (2) com quase 550 dos 645 prefeitos paulistas, por meio de videoconferência, para testar a receptividade à ideia e ouvir sugestões a partir da experiência na ponta.

O Centro de Contingência da Covid-19, comitê de 20 especialistas e autoridades que aconselham Doria na crise, debateu nesta terça outras medidas ainda mais duras, mas a tendência no governo é ficar dentro dos parâmetros já existentes.

Não existe no momento previsão para fechar escolas, apesar da declaração nesse sentido do secretário Jean Gorinchteyn (Saúde) nesta terça (2), que gerou mal-estar na administração estadual. Desde dezembro, as aulas presenciais são opcionais no Estado.

Número de morte do Estado

Já morreram 60.014 pessoas no estado durante a pandemia do novo coronavírus, que infectou pouco mais de 2 milhões.

Lockdown

Alguns membros do centro defendem abertamente o lockdown, a restrição total à circulação de pessoas. Mas tal medida é vista como inexequível de forma generalizada por integrantes governo paulista, ao menos num momento em que não há auxílio emergencial implantado no país.

Ela foi adotada pontualmente, contudo, como ocorreu em Araraquara, e a gravidade da escalada da crise não permite descartar nada a essa altura. O próprio Doria, apesar da pressão de comerciantes contra restrições, já disse que as próximas duas semanas serão as mais duras da pandemia.

Situação dos leitos no Estado de SP

O estado tem 73,2% de ocupação de leitos de UTI devido à Covid-19, 74,3% na Grande São Paulo. Cidades da área do ABC implantaram lockdowns noturnos.

Situação dos leitos em Campinas

Em Campinas, a prefeitura local colocou a cidade em fase vermelha, embora sua macrorregião esteja na laranja, e a taxa de ocupação de leitos exclusivos do Covid-19 é de 90,69%.

Situação dos leitos em Valinhos

Em Valinhos, a prefeitura local colocou a cidade em fase vermelha no período das 20h às 05h, embora esteja classificada na fase laranja, e a taxa de ocupação de leitos exclusivosdo Covid-19 é de 100%.

Veja mais notícias sobre Valinhos.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 23 Abril 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://jtv.com.br/

No Internet Connection