Quarta, 27 Outubro 2021

Ex-secretário da Saúde afirmou durante a CPI da Covid que testes comprados na sua gestão eram eficientes

CPI da Covid

Durante a CPI da Covid, que aconteceu em Valinhos, nesta quarta-feira, dia 22, o secretário as Saúde, Luiz Carlos Fustinoni, afirmou que os testes comprados em sua gestão eram eficientes. Uma informação que contradiz a fala da atual secretária da Saúde, Carina Missaglia.

Segundo Fustinoni, os testes eram respaldados cientificamente e a compra teve aval de um comitê formado por profissionais técnicos.

A CPI da Covid, presidida pelo vereador Rodrigo Toloi (DEM), investiga possíveis irregularidades em ações do Poder Executivo de Valinhos no combate à pandemia e busca respostas para identificar os responsáveis por deixar vencer testes de Covid-19. A informação é de que 680 testes foram comprados no ano passado e não foram usados na população. Os testes venceram no início deste ano.

Carina, em defesa da CPI, explicou que os testes comprados na gestão passada não eram eficazes e que já havia opções mais seguras no mercado, por isso optou por utilizar meios mais adequados.

Nesta quarta-feira, Fustinoni foi questionado pelos vereadores e se defendeu com documentos que comprovariam a eficiência dos testes. Segundo ele, o grau de eficácia chegaria a 95,2%.

Além de Rodrigo Toloi, participaram da reunião da CPI o relator César Rocha (DC) e o vereador Gabriel Bueno (MDB).

Veja mais notícias sobre Valinhos.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 27 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://jtv.com.br/