Terça, 18 Janeiro 2022

Israel Scupenaro encerra mandato e analisa últimos anos de sua gestão

Com a chegada de um novo presidente, Scupenaro fala sobre suas expectativas e deixa a frente da Casa de Leis
Por Alef Gabriel

O atual presidente da Câmara de Vereadores, Israel Scupenaro, nasceu em Valinhos em 1964 e começou a trilhar sua carreira profissional muito cedo aos 12 anos. Por 24 anos trabalhou em uma empresa metalúrgica onde construiu sua carreira. É formado em Gestão Empreendedora pela Faculdade Paulista (UNIP) e iniciou sua jornada na política em 2004 quando se candidatou pela primeira vez a vereador pelo PDT, mas ainda não sendo eleito. Em 2009 pelo PDT, assumiu a vereança pela primeira vez e se desligou da sua antiga carreira na empresa, para batalhar na política pelo o que acredita. Logo após, em 2012 e o mais recente em 2016, anos em que Scupenaro se manteve eleito no cargo de vereador entre ao mais votados do município. Em 2017, Israel aceitou o desafio e foi eleito Presidente da Câmara de Vereadores estando à frente do Poder Legislativo até o final de 2018.

Mudanças e desafios
Devido à troca da Presidência da Casa de Leis, que acontece no início de 2019, conversamos com Israel, que conta melhor sobre seu mandato, seus feitos e proposituras. Ele começa dizendo que desde que assumiu como presidente encontrou diversos desafios, como por exemplo seu início, que foi dado conduzindo uma sessão durante uma manifestação popular (subsídio do transporte de estudantes) e ele conta que encerrou também seu mandato durante uma outra manifestação popular na última sessão ordinária, o que em sua visão, além de desafios mostra uma aproximação do público com o legislativo, a população está indo a câmara e está tendo uma participação mais ativa no trajeto econômico e social que o município faz e isso é muito importante para a câmara conta o presidente.

Scupenaro também destaca outra mudança em seu mandato: a nova estrutura onde eliminou todos os cargos técnicos ocupados por comissionados (cargos de confiança). Esse modelo foi aprovado durante seu mandato e era algo tradicional anteriormente a câmara dispor dessas vagas para comissionados. Também compondo suas ações a frente da Casa, foi realizado um concurso público, que segundo o presidente, também foi um grande um desafio. Este concurso foi organizado durante outros concursos da cidade, que tiveram problemas durante sua produção (chegando a enfrentar CPIs), mas felizmente este da câmara aconteceu de forma harmoniosa e dentro dos padrões com aproximadamente 18 mil inscritos.

Outro ponto a ser destacado em seu mandato foi a elaboração do Portal da Transparência. “Era uma cobrança do Tribunal de Contas, nós então fizemos um Portal da Transparência, passamos pela auditoria do Tribunal de contas e fomos até elogiados pelo Tribunal. Nós fizemos um portal totalmente aberto, tanto é que a população começou a acessar o portal e questionar coisas da câmara, porque nós abrimos o que tinha que abrir e fizemos o que tinha que fazer como gestor.”, descreve Scupenaro.

Durante essa retrospectiva, não podemos deixar de apontar a reforma da própria Câmara Municipal de Vereadores, melhorando até a fachada e a sala de reuniões que antes não comportava os acessos. “A reforma já era pra ter sido feita anteriormente, toda aquela parte dos vereadores era feita de madeira, um mobiliário que estava cedendo e não iria aguentar. Eu procurei me embasar muito antes de realizar essa reforma, porque eu sei que seria algo que não iria agradar muito a opinião pública. Por conta de muitos buracos também, tivemos que passar por esse grande desafio, eu nunca na minha vida imaginei fazer obra pública ou construir na câmara, mas tivemos que fazer.”, explica o vereador.

Dentro dessa análise é importante destacar uma mudança significativa no legislativo elaborada durante a gestão de Scupenaro, é a criação de uma equipe de transição para as novas eleições de biênio, isto é, a equipe atual deixa relatórios e documentos (como relação de contratos), para que a transição da nova equipe seja mais organizada, fluída e eficaz, assim quem for assumir os cargos terá um caminho a seguir e um panorama da situação que está adentrando. “É importante até para a nova equipe cobrar algumas coisas, questionar como está isso ou aquilo. Isso pra aí pra mim é um ganho tremendo. Eu entrei e sei como entrei, estou saindo e sei como vou passar isso para os outros. Traz transparência, eficiência e tranquilidade para quem vai vir. Isso é mérito de todos, não só meu, mas todos os vereadores entenderam e votaram na proposta.”.

Trabalho em equipe
Israel antes de ser presidente da câmara foi vereador durante muitos anos, e ele confirma que essa experiência o ajudou muito para dirigir a Casa de Leis. Ele cita que já foi presidente da Comissão de Justiça e Redação, Comissão de Finanças, Comissão de Obras, relator da Revisão da Lei Orgânica, participou também da Revisão do Regimento Interno, participou e até abriu CPIs, “Participei amplamente de processos da câmara político e administrativo, sendo também 2º secretário da mesa diretora, dentro dessas ações esse panorama me ajudou, claro q é bem diferente quando se é presidente, mas me ajudou. Eu trabalhei aqui também dois anos com a mesa diretora, não fiz nada sozinho, eu nunca pedi para apenas assinarem, e sim participarem, junto do Mayr e Alécio. Assinávamos juntos, fiz esse trabalho, mas agradeço muito à mesa diretora que esteve comigo.”, conta Scupenaro.

O presidente comenta que nesses dois anos de seu mandato, a câmara foi palco da democracia, com muita participação pública e sempre com muito respeito com a população. A câmara nessa legislatura priorizou aproximar as pessoas do legislativo, organizando eventos, foram mais de 100 eventos (entre debates, reuniões, audiências públicas e etc) que a câmara produziu, atendendo a todos os vereadores, chegando a levar mais de 300 alunos para visitar e questionar como funciona a Casa de Leis, ensinando o princípio da cidadania. Mesmo com todos esses feitos, Scupenaro diz que é inevitável existir uma queda na sua produção como vereador, ainda assim ele foi o terceiro vereador que mais apresentou proposituras na Casa pelo segundo ano consecutivo e obtendo nove leis promulgadas nesses dois anos e para isso ser possível precisa existir uma forte equipe por trás do presidente, ele pontua.

Orçamento e oposição
Todo fim de ano é comum o presidente atual devolver parte do orçamento da câmara disposto pela PMV, e quando questionado sobre esse assunto Israel explica que irá sim devolver uma quantia em aproximadamente 700 mil reais até o momento, mais do que no ano passado que a devolução chegou a 620 mil para a municipalidade. Esse dado é fruto de planejamento, economia e gasto consciente, mesmo com obra pública, ele conseguiu utilizar com parcimônia a verba concedida no começo de sua gestão. Lembrando que essa é uma devolução parcial e até o fim de dezembro esse valor pode ser alterado, podendo passar de 1 milhão.

Sobre oposição Israel é direto e fala que foi eleito em um governo e trabalha atualmente neste governo, o futuro não há como saber, mas que trabalhar contra o prefeito é trabalhar contra a cidade. Mesmo pensando assim, é importante frisar que a câmara nesses dois últimos anos foi bastante independente da municipalidade, isto é, com muito diálogo e conversa, segundo o presidente, nunca houve uma legislatura onde houvesse tantos votos derrubados, quase metade deles, e existiu muita independência nesses anos e isso é muito importante em se destacar.

Expectativa e gratidão
Para finalizar Scupenaro fala sobre suas expectativas para o próximo ano, “Eu acredito muito em 2019 que não só na cidade, mas o país vai tomar novos rumos com um novo presidente há novas propostas e muitas coisas vão ser diferentes, e assim vamos criando expectativa, eu acredito que vai ser uma oportunidade muito grande de quem vier mostrar a que veio, e pensar no país e melhorando pra todo mundo. Para Valinhos nós temos uma prefeitura que tecnicamente está cumprindo com seus deveres, estão pagando dívidas e fazendo o que pode, nós temos uma expectativa de mais de 600 milhões para ano que vem, ainda esta longe do ideal, mas não é menor que do ano que estamos, com cada coisa no seu lugar, que a prefeitura também tenha condições de fazer um melhor trabalho para a cidade” diz o presidente.

“E para câmara desejo um presidente que seja melhor do que eu, que se dedique com a cidade, faça um trabalho bem feito, se interesse também pelo povo e para a cidade e que facilite o trabalho dos vereadores que é o que sempre me empenhei. Continuar com a câmara e educação, tenha também uma visão ampla e faça um trabalho cada vez melhor para povo e com responsabilidade.”, completa Scupenaro.

O presidente encerra sua análise de gestão com sentimento de enorme gratidão, à mesa diretora, aos secretários, ao vice-presidente, ao segundo vice-presidente, e a todos os vereadores, tudo de bom que aconteceu foi mérito dos vereadores destaca Scupenaro.

“Quero agradecer também os funcionários, os efetivos, que sem eles essa casa não andaria, e temos muitos profissionais de ponta em todas as áreas, e toda diretoria que esteve comigo e estiveram envolvidos e fizeram parte dessa administração e o mérito é de todos. E que ano que vem seja um ano de grandes vitórias e os desafios virão. Que deus abençoe a todos os munícipes e todas as famílias e a nossa cidade, feliz natal e um próspero ano novo.”.

Veja mais notícias sobre Valinhos.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 18 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://jtv.com.br/