Segunda, 06 Dezembro 2021

Março é o mês mais letal da pandemia em Valinhos

Cemitério São João Batista em foto de arquivo - JTV

O mês de março de 2021 foi o mês mais letal da pandemia do coronavírus. Em Valinhos, em apenas 31 dias, foram 2.210 casos (30,91% do total de casos) e 59 mortes (26,57% do total). A situação da cidade é crítica, com os leitos de UTI e enfermaria dos hospitais com 100% de ocupação, mesmo com aumentos sucessivos por parte dos dois hospitais do número de leitos disponíveis para o COVID.

Promessas
Em 17 de fevereiro a prefeitura afirmou ao JTV que não faria hospital de campanha. Em 04 de março a prefeita disse em entrevista ao JTV "Estamos trabalhando neste sentido. Tanto com a Santa Casa, num projeto para mais 10 leitos de UTI, como a implantação de um hospital de campanha, com 10 leitos de UTI e 30 de enfermaria".

Em 3 de março, no site da prefeitura (http://www.valinhos.sp.gov.br/noticias/apos-reuniao-com-comite-municipal-prefeitura-de-valinhos-decreta-fase-vermelha-partir-de-6a) foi informado que por decisão da prefeita Capitã Lucimara, a cidade também se prepara para implantar no CEV I (Centro de Especialidades de Valinhos) leitos de enfermaria, entre 8 a 12 leitos, para auxiliar no atendimento aos valinhenses. Os trabalhos para a implantação emergencial já se iniciaram e a previsão é de que a cidade tenha estes novos leitos em 10 dias.

Porém, como é claro, por parte da prefeitura apenas o número de leitos na UPA aumentaram. 

Questionamos a prefeitura que respondeu em nota:

"O objetivo do enfrentamento desta Pandemia é cuidar para que cada valinhense seja atendido com qualidade, dignidade e, acima de tudo, que possa ter Saúde. Tudo o que possa ser feito, dentro do orçamento municipal, tem sido trabalhado. Aumentamos em 62% o número de leitos na UPA, antes eram 16 e, agora, são 26 leitos. 

Na Santa Casa, a instituição também tem trabalhado com leitos de UTI muito acima do que havia no final do ano passado: eram 28 e, chegamos a atingir 47, e dados de ontem estamos com 40 leitos de UTI Covid ocupados. No Galileo, também teve aumento. No final do ano eram 10 leitos; aumentou para 14 no início de março, foi para 20 há alguns dias, chegou a aumentar para 28, e, hoje, o hospital destina 26 leitos de UTI Covid. Portanto, dos 42 leitos do início do ano, Valinhos tem uma média hoje de 70 leitos de UTI Covid, um aumento de 66,66%. Em enfermaria, da mesma forma. Somando UPA e os 2 hospitais, também tivemos aumento de leitos, de 28 ocupados em média para 65.

Foi possível, então, oferecer mais leitos de UTI e Enfermaria sem necessariamente ter que instalar outros instrumentos de contratação. Os estudos para o hospital de campanha revelaram ser muito onerosos para o município, mas, mesmo assim, foi possível projetar estas ações com ganhos para a cidade. Além disso, no decorrer do processo, também projetamos os recursos para a possibilidade de aquisição de mais vacinas, seja pelo Consórcio, ou diretamente com a Sputnik V.
Este cenário citado acima coloca Valinhos hoje como a cidade que tem o maior número de leitos por 100 mil habitantes entre todas as 20 cidades da RMC e, também, com índice muito superior a todas as regionais de Saúde de todo o Estado de São Paulo.
Em valores absolutos, a cidade de Valinhos, com 130 mil habitantes, tem mais leitos de UTI COVID que toda a regional de Registro, que tem 14 cidades, num total de 278.754 habitantes."

Veja mais notícias sobre Valinhos.

Veja também:

 

Comentários: 2

Miguel em Sábado, 03 Abril 2021 08:59

Gostaria de saber quanto dessas pessoas que morreram, foram tratadas com o tratamento precoce (antiviral, corticoide, anticoagulante e antibiotico) e quantas foram tratadas apenas com analgésico.

Gostaria de saber quanto dessas pessoas que morreram, foram tratadas com o tratamento precoce (antiviral, corticoide, anticoagulante e antibiotico) e quantas foram tratadas apenas com analgésico.
Ronald WernerPETER VON KOUH CPF em Sábado, 03 Abril 2021 14:54

Foi colocado em prática o tratamento precoce?
ou só seguio os absurdos do governador de SP?
O lockdow é uma estratégia que só deu errada aonde foi aplicado, bem como é proibido pela CONSTITUIÇÃO!

Foi colocado em prática o tratamento precoce? ou só seguio os absurdos do governador de SP? O lockdow é uma estratégia que só deu errada aonde foi aplicado, bem como é proibido pela CONSTITUIÇÃO!
Visitante
Terça, 07 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://jtv.com.br/