Quinta, 22 Abril 2021

Plano Valinhos restringe circulação de pessoas das 20h00 até 5h00

Nesta quinta, a prefeita, de maneira virtual, se reuniu com o Comitê Municipal de Contingência para falar sobre o Plano Valinhos e os detalhes do decreto que será publicado nesta quinta-feira - Foto Divulgação

A prefeita de Valinhos, Capitã Lucimara, anunciou nesta quinta-feira (25) medidas mais restritivas na cidade para o enfrentamento à COVID-19. A partir desta sexta-feira, até o dia 5 de março, das 20h às 5h, será restrito a circulação de pessoas nas ruas e avenidas da cidade, exceto quem estiver em trabalho ou para os serviços autorizados. Somente serviços como hospitais, farmácias, açougues, supermercados e padarias (estes 3 últimos sem a venda de bebidas alcoólicas), serviços de saúde e postos de combustíveis poderão funcionar neste período. Comércio, restaurantes, setor de serviços, academias, clubes, salões de beleza, instituições de ensino e atividades presenciais devem encerrar às 20h. O anúncio da prefeita Capitã Lucimara será publicado no Diário Oficial desta quinta-feira.


Multas

A Guarda Municipal estará em barreiras sanitárias para fiscalizar e verificar, se necessário, o motivo do deslocamento das pessoas no período das 20h às 5h. Multas de R$ 186,58 pela falta de máscara, ou circulação não permitida, serão aplicadas. R$ 4.664,50 de multa será aplicado aos responsáveis por eventos e festas, com aglomerações, assim como estabelecimentos que vendam bebidas alcóolicas neste período.

Transporte Coletivo

O transporte coletivo, na cidade, terá frota reduzida para o período das 20h às 5h em caso de necessidade de transporte de passageiros para hospitais, UPA ou farmácias. Além disso, nos horários de pico, pela manhã e final da tarde, a Prefeitura já solicitou à empresa responsável a colocação de mais veículos/ônibus nas linhas.

"O objetivo desta medida é cuidar do bem mais precioso que temos, que é a Vida. É uma medida necessária para uma situação emergencial, para que possamos continuar a dar suporte a todas as pessoas que precisam, assim como, felizmente, até hoje, todos os valinhenses tiveram atendimento tanto na UPA como nos hospitais. Trabalhamos para ampliar a parceria de leitos de UTI com cidades do Estado e criamos novos leitos de enfermaria na UPA, nos moldes de um hospital de campanha. E o que buscamos é, exatamente, evitar aglomerações, proporcionar o distanciamento social e reduzir a circulação do vírus, pensando na Saúde de cada valinhense", afirmou a prefeita Capitã Lucimara.

Nesta quinta, a prefeita, em reunião virtual, se reuniu com o Comitê Municipal de Contingência para falar sobre o Plano Valinhos e os detalhes do decreto.

O Governo do Estado de São Paulo, na quarta, também divulgou o que chamou de "Toque de Restrição de Circulação de Pessoas" das 23h até às 5h, do dia 26 de fevereiro até 14 de março em todo o Estado de São Paulo. Porém, Valinhos, adotou medidas mais restritivas do que o Estado pela situação da cidade.
"Como prefeitos, temos a possibilidade de endurecer as ações na cidade, além do que o Estado determina. E a situação, hoje, de Valinhos, exige isto. A decisão não é política, é pela Saúde", reforçou a prefeita Capitã Lucimara que, também, ressaltou a possibilidade desta medida ser prorrogada, se necessário, após análise do Comitê Municipal de Contingência à Covid-19.

No início da semana, a prefeita já havia anunciado novas medidas importantes, como a implantação de 6 novos leitos de enfermaria na UPA e, também, os contatos com os prefeitos do Estado e o sistema Cross de regulação do Estado para transferência de pacientes que necessitavam de UTI. Esta ação permanece, incluindo a intensificação das ações de fiscalização da Guarda Municipal que interrompeu 11 festas clandestinas no final de semana. Em reunião entre os prefeitos da região de Campinas, também foi protocolado um pedido para que o Estado amplie o número de leitos em hospitais públicos. 

Verbas
Ainda, em contatos com deputados, a cidade de Valinhos recebeu, nesta semana, R$ 1.888.000,00 em emendas para a área da saúde, sendo R$ 438.000,00 pela deputada federal Maria Rosas, R$ 250.000,00 pela deputada estadual Valéria Bolsonaro e R$ 1.200.000,00 pelo deputado estadual Rafa Zimbaldi.

A secretária de Saúde de Valinhos, Carina Missaglia, reforçou novamente a importância do apoio de cada um dos valinhenses neste momento. "Estas decisões estão sustentadas na situação que a nossa cidade se encontra. Entretanto, depende de cada um de nós. Temos trabalhado para que todo valinhense tenha atendimento caso necessite. É fundamental que todos nós possamos seguir as regras sanitárias, de uso de máscara, higienização das mãos e, sobretudo, evitar aglomerações", complementou a secretária.


Como ficará Valinhos a partir de amanhã

• Todos os setores de comércio e serviços podem funcionar com respeito às regras sanitárias estipuladas pelo Plano São Paulo na fase amarela. Porém o horário permitido será até às 20h, por conta do decreto de restrição das 20h às 5h, com exceção hospitais, farmácias, açougues, supermercados, padarias, serviços de saúde e postos de combustíveis ;

• Capacidade de ocupação: 40% em todos os setores, até às 20h;

• Horário de fechamento: atendimento presencial só poderá ser feito até 20h, por conta do decreto;

• Fica proibido qualquer apresentação de música ao vivo ou com uso de equipamentos sonoros durante todo o dia, noite e madrugada.

• A restrição da circulação das 20h00 às 5h00 tem como exceção todos os profissionais que estão em deslocamento da casa/trabalho ou trabalho/casa, de todas as atividades comerciais, serviços e industriais.

Veja mais notícias sobre Valinhos.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 23 Abril 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://jtv.com.br/

No Internet Connection