Quinta, 02 Dezembro 2021

Prefeita Lucimara Godoy fala sobre ações e a situação da pandemia em Valinhos

Vamos intensificar as fiscalizações, as barreiras sanitárias e, se necessário, aplicar multas para quem descumprir as regras - Foto Divulgação

O Governador João Dória (PSDB) colocou todo o estado na fase vermelha. Com a atual situação de Valinhos, leitos de UTI e enfermarias lotados, além de fila de espera, a senhora considera a possibilidade de um lockdown?

Já havíamos anunciado na semana passada medidas mais restritivas que a grande parte das cidades da nossa região, quando decretamos o toque de restrição de circulação entre os horários das 20h00 às 5h00. Nesta quarta, também antecipamos o anúncio da fase vermelha, para Valinhos, a partir de sexta, mantendo também a restrição de circulação das 20h00 às 5h00. Todas estas medidas tem sido tomadas tendo como base as solicitações da nossa equipe da Saúde, que tem presenciado uma situação bastante crítica com o avanço da Pandemia em toda a região, sobretudo o longo tempo, infelizmente, de permanência dos pacientes nas UTI´s, mantendo em 100%, alguns momentos até ultrapassando esta marca, desde o final de janeiro. Todas as medidas adotadas tem o objetivo de reduzir a circulação do vírus e, assim, reduzir a taxa de contágio e preservar vidas de valinhenses, reduzindo a pressão em todo o sistema de saúde local e regional.

O governador, também, sugeriu que no período das 20h às 05h, pessoas evitem circular nas ruas. Em Valinhos a prefeita decretou a restrição de circulação dos valinhenses. A senhora pretende continuar com as restrições pertinentes ao decreto municipal? Por que?

Sim, manteremos, até porque nosso objetivo está bem claro, como apontamos na resposta acima. A restrição não é para punir quem respeita as regras, mas sim quem busca, infelizmente, festas e reuniões com aglomerações que, lamentavelmente, tem causado aumento na procura de leitos hospitalares. É momento de união, de empatia com o outro, entendendo que nossas ações sem seguir as regras sanitárias podem, sim, provocar a morte de muitos valinhenses.

Como pretende fazer a fiscalização da fase vermelha no município? Haverá multas? De que tipo?
Vamos intensificar as fiscalizações, as barreiras sanitárias e, se necessário, aplicar multas para quem descumprir as regras. Mais do que o valor em si, a multa é um ato público que temos o dever de efetivar em prol da grande maioria que se cuida e que respeita o outro.

A prefeitura estuda ou vê a possibilidade da implantação de um hospital de campanha ou aumento de leitos junto a Santa Casa de Valinhos?
Estamos trabalhando neste sentido. Tanto com a Santa Casa, num projeto para mais 10 leitos de UTI, como a implantação de um hospital de campanha, com 10 leitos de UTI e 30 de enfermaria.

Quantos leitos havia no primeiro pico da pandemia, e quantos há hoje?
Houve um aumento de leitos de UTI oferecidos pela Santa Casa. Hoje, a Santa Casa tem trabalhado com números diários que chegam a 28 leitos de UTI, além dos 10 outros leitos de UTI do Galileo. Destes, partimos de um número inicial mínimo de 10 leitos SUS, porém que ultrapassam, diariamente, esta marca, chegando a 17, 18 leitos. Todos estes 38 leitos, desde o final de janeiro, tem tido ocupação máxima, inclusive com situações em que a Santa Casa disponibiliza outros leitos para serem utilizados, quando há disponibilidade de respiradores. A Prefeitura tem, também, trabalhado com o sistema CROSS para transferência dos pacientes da UPA para outros hospitais da região. Porém, nos últimos dias, há também lotação de leitos de enfermaria da UPA, o que nos levou a determinar a implantação de mais 8 a 12 leitos no CEV1, somando aos demais já existentes. A situação é também de esgotamento no sistema em todo o Estado de São Paulo.

Existem boatos de falta de oxigênio na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e falta de insumos necessários para o enfrentamento da Covid-19. Essa informação procede?
O consumo de oxigênio aumentou, e muito. Por isto, nestes últimos dias, tivemos que trabalhar com compras emergenciais de cilindros de oxigênio suplementares. Temos trabalhado hora a hora no monitoramento, bem como contatos com as empresas fornecedoras para que os insumos essenciais possam continuam a serem oferecidos no atendimento aos pacientes.

A cidade de Valinhos pretende fazer parte do Consórcio de Cidades para efetuar aquisição de vacinas contra o novo coronavírus?
O Plano Nacional de Imunização, com a coordenação dos Estados junto ao município, sempre foi o ponto principal das campanhas de vacinação. Não temos acesso aos custos das vacinas para que o município possa avaliar a possibilidade de assumir os custos e participar deste consórcio. Por enquanto, temos tido respaldo do Estado e as vacinas tem sido aplicadas na cidade, inclusive colocando Valinhos como uma das cidades com melhor taxa de vacinas aplicadas em relação ao total da população.

Existe a possibilidade de se destinar mais recursos para a Santa Casa no enfrentamento da pandemia?
Por questões legais, o que fazemos é comprar serviços da Santa Casa. Porém, o hospital também tem suas limitações físicas. Como dissemos, estamos conversando para que o hospital possa ampliar mais 10 leitos, mas isto exige investimentos e obras. Já cobramos do Estado maior apoio e aporte à Santa Casa de Valinhos.

Como está a situação financeira do município para atender as demandas referentes ao novo coronavírus?
Que a cidade tem dívidas, isto não é novidade. Mas temos trabalhado para encontrar soluções àquilo que é mais importante, que é a preservação de vida. Por outro lado, novos leitos, gestão de mão de obra para operacionalização dos leitos, não dependem exclusivamente do município e, por isto, temos insistentemente trabalhado junto ao Estado para obter estes apoios, inclusive financeiros, para aumentarmos as ofertas hospitalares, sobretudo leitos de UTI.

No próximo dia 08, é comemorado o Dia Internacional da Mulher. Deixe uma mensagem para as mulheres de Valinhos.
Parabéns às mulheres valinhenses, pela força e determinação de Vida, vencendo obstáculos, alcançando conquistas e, assim, construindo a história da nossa cidade.

Veja mais notícias sobre Valinhos.

Veja também:

 

Comentários: 7

Almir em Sexta, 05 Março 2021 17:08

Só eu acho estranho essa prefeita sorrindo diante de uma situação tão ruim e tão vergonhosa?

Só eu acho estranho essa prefeita sorrindo diante de uma situação tão ruim e tão vergonhosa?
Fernando Hamann em Domingo, 07 Março 2021 14:01

Deveria considerar a hipótese da foto ser anterior à entrevista.

Deveria considerar a hipótese da foto ser anterior à entrevista.
Valter em Sexta, 05 Março 2021 17:30

Deixe a perfeita sorrir, que mal há nisso. A morte, para os mexicanos, é uma festa há pelo menos 3 mil anos
Eles acreditam que todos retornam do além para comer, beber e dançar.
Quanto a leitos 100% não é novidade,. Em janeiro do ano passado eu fui enfartado para o hospital de Valinhos e permaneci dois dias na maca na enfermaria por falta de vaga na UTI. Não mudou nada.

Deixe a perfeita sorrir, que mal há nisso. A morte, para os mexicanos, é uma festa há pelo menos 3 mil anos Eles acreditam que todos retornam do além para comer, beber e dançar. Quanto a leitos 100% não é novidade,. Em janeiro do ano passado eu fui enfartado para o hospital de Valinhos e permaneci dois dias na maca na enfermaria por falta de vaga na UTI. Não mudou nada.
Fernando Hamann em Domingo, 07 Março 2021 14:01

Achei que estávamos no Brasil.

Achei que estávamos no Brasil.
José Henrique em Sábado, 06 Março 2021 12:16

E o mato que toma conta da cidade, vai continuar e a população continua andando pelas ruas. Veja a situação da Av. Gessy Lever depois do UPA. Não e para rir e sim chorar.

E o mato que toma conta da cidade, vai continuar e a população continua andando pelas ruas. Veja a situação da Av. Gessy Lever depois do UPA. Não e para rir e sim chorar.
Aparecido lima em Domingo, 07 Março 2021 13:08

Tratamento preventivo será que é tão difícil

Tratamento preventivo será que é tão difícil
Fernando Hamann em Domingo, 07 Março 2021 14:02

Que tratamento preventivo? O mundo quer saber...

Que tratamento preventivo? O mundo quer saber...
Visitante
Quinta, 02 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://jtv.com.br/