Sábado, 08 Mai 2021

Prefeitura de Valinhos desconta empréstimo consignado e bancos não atestam recebimento

Na tarde da última sexta-feira (16), o Jornal Terceira Visão recebeu diversas denúncias de funcionários públicos, queixando-se de que o empréstimo consignado que eles haviam feito fora descontado em folha de pagamento no dia 28/03/2021 e até aquela data (16/04) os bancos não teriam recebido o valor do desconto e que seus nomes estariam inadimplentes junto às instituições financeiras. Também foi confirmado que o servidor que fazia essa comunicação entre a prefeitura e os bancos estava doente e afastada e que não havia outra pessoa que pudesse fazer o trâmite.

A reportagem então entrou imediatamente em contato com a assessoria de imprensa da prefeitura afim de confirmar ou negar a denúncia. Pois bem. A assessoria não confirmou e também não negou o fato, levando-nos a crer que o fato realmente havia acontecido. Continuamos questionando durante o final de semana sem sucesso.

Na segunda-feira (19) novamente este JTV questionou a prefeitura que respondeu, de maneira curta, "Consignados: a Prefeitura trabalha para resolver a questão". De posse dessa resposta, começou então um trabalho de investigação sobre o assunto. Até às 18h45 não havia resposta positiva ou negativa por parte da prefeitura.

Na terça-feira (20) novamente questionamos a assessoria de imprensa, que se limitou a ignorar nossos questionamentos. Somente às 22h18 houve um comunicado em forma de nota "Todos os valores retidos, referentes aos descontos em folha das parcelas dos consignados, foram transferidos aos respectivos bancos na data de 31 de março, que é a data do pagamento dos servidores. Portanto, esclarecemos que todos os valores descontados foram devidamente repassados às instituições bancárias. Porém, devido há (sic) uma inconsistência sistêmica, algumas instituições não realizaram as conciliações dos repasses. Já foram tomadas todas as providências junto as instituições para estas. Reafirmamos nosso compromisso e empenho para evitar que situações como essa ocorram novamente".

Questionamos nesta quinta-feira (22) a prefeitura sobre a empresa ZETRA, que seria a interface deste trâmite entre prefeitura e as instituições financeiras. O contrato entre esta empresa e a PMV existe desde o governo Marcos José da Silva e vem sendo sistematicamente renovado pelas administrações. Novamente, a prefeitura não negou e nem confirmou a informação de que este contrato não havia sido renovado.

Veja mais notícias sobre Valinhos.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 08 Mai 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://jtv.com.br/

No Internet Connection