Quarta, 19 Janeiro 2022

Prefeitura de Valinhos quer dar subsídio de R$ 441 mil para empresa de ônibus

A Prefeita de Valinhos, Lucimara Godoy (PSD), enviou para a Câmara dos Vereadores, nesta terça-feira (11), um Projeto de Lei que pretende conseguir autorização dos vereadores para pagar um subsídio por dois meses no valor total de R$ 441.949,20 (quatrocentos e quarenta e um mil, novecentos e quarenta e nove reais e vinte centavos) para a Sancetur (SOU VALINHOS), que opera o transporte público neste município.

A Prefeita e a empresa assinaram um Termo de Acordo e Compromisso no dia 20 de abril. Neste termo, ficou acertado que a prefeitura pagará a concessionária um valor de R$ 1,40 por passageiro transportado por dois meses. Segundo o que descreve o acordo, estima-se um total de 160 mil passageiros em maio, ante um total de 155.678 transportados em abril (veja tabela).

O subsídio será repassado, mensalmente, pelo período de 2 (dois) meses, à empresa operadora do serviço público de transporte coletivo municipal e será calculado de acordo com o número de passageiros pagantes transportados pelo sistema no mês anterior. Para que isso aconteça é necessário que a Câmara autorize a prefeitura a alterar o orçamento e designar verbas de outra secretaria para cobrir o valor.

O projeto deve ser lido na próxima sessão ordinária que acontece dia 18 de maio.

Socorro ao comércio em geral

Apesar da prefeita estar disposta a socorrer a concessionária de transporte público, por enquanto não há o mesmo interesse da chefe do executivo em fazer algo parecido para o comércio em geral. Foram inúmeros os pedidos, moções, indicações, discursos e o que mais os vereadores puderam fazer, para que a prefeita se sensibilizasse com a causa e ajudasse o comércio que está com muitas dificuldades, muitos inclusive, já fecharam as portas. Não houve parcelamento de IPTU ou ISS, REFIS, isenção ou desconto da conta de água (tarifa comercial), ou qualquer outro tipo de ajuda. Apenas restrições ao seu funcionamento e cobrança de multas.

Outras cidades socorreram

"Vinhedo, Louveira, Itatiba e outras cidades da região ajudaram seus comerciantes e Valinhos por enquanto não fez nada", comentou na sessão desta terça-feira (10) o vereador Mayr. Ele disse também que a cidade de Louveira, por exemplo, deu um auxílio de R$ 3 mil para os pequenos comerciantes (cabeleireiros, manicures, pedicures, barbeiros, bares, lanchonetes, entre outros) que foram extremamente prejudicados com a pandemia.

Veja abaixo o termo de acordo e o Projeto de Lei na íntegra


Veja mais notícias sobre Valinhos.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 20 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://jtv.com.br/