Terça, 18 Janeiro 2022

Será que o meu seguro cobre desastres naturais?

Reprodução Internet

Fortes temporais têm atingido a nossa região, com isso vem a dúvida, será que meu seguro auto cobre os desastres naturais? Vamos esclarecer essas dúvidas.

Quando for contratar o seguro para o seu carro, precisa-se estar atento a uma série de quesitos. Entre eles, quais seriam suas necessidades de coberturas indispensáveis para que seu veículo esteja protegido. Uma das dúvidas mais comuns na hora da contratação é relacionada a desastre natural. Ou seja, será que o seguro cobre danos causados pela natureza? Sim, o seguro cobre, porém depende da modalidade contratada e de outros detalhes.

O que é caracterizado como desastre natural no seguro?

O desastre natural são danos causados pelas ações da natureza, como alagamentos, fortes chuvas, vendavais, chuva de granizo, terremoto, queda de árvores, entre outros. Ocorrências que podem prejudicar veículos.

Cobertura básica cobre desastre natural?

Geralmente em coberturas básicas, o desastre natural não é contemplado. O que costuma ser coberto nesses casos, de danos vindos da natureza, é a ação de raios que, podem causar incêndios que danifique o automóvel. Neste caso poderá haver cobertura do seguro.

O ideal é conferir tudo o que consta na sua apólice e se consta desastres naturais, antes de fechar o seguro.

Como funciona a cobertura de desastre natural?

Se o seu carro sofrer danos decorrentes de ações da natureza, você pode entrar em contato com a seguradora.

Veja um exemplo que o seguro cobre desastre natural: Se você está a caminho do trabalho, e devido a uma chuva forte, a via fica alagada. Isso além de atrapalhar a sua rotina, a enchente faz com que entre água no motor e o danifique. Caso isso ocorra, o seguro faz a cobertura.

E se um vendaval derruba uma árvore em cima do seu veículo, causando perda total? Neste caso você poderá receber uma indenização da seguradora.

O que pode mudar os termos de indenização é se ocorreu perda total ou parcial, se tiver conserto, pode ser solicitado o pagamento da franquia do seguro. O ideal é entrar em contato com o corretor e verificar o que está estipulado na apólice.

Quais situações de danos causados pela natureza não são cobertas?

A seguradora pode se recusar a pagar a indenização em alguns casos, como se houver agravamento de risco. Ou seja, quando o segurado está em situação tranquila, mas opta por se arriscar.

Por exemplo, pense que uma forte chuva causou uma enchente na rua da sua casa e mesmo com a via inundada, você resolva tirar o seu carro da garagem e atravessar o alagamento. Nesta situação o veículo pode sofrer uma avaria, em que o seguro não irá cobrir. Pois, nesta situação, você que se expôs ao risco. 

Veja mais notícias sobre Valinhos.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 18 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://jtv.com.br/