Quinta, 22 Abril 2021

Família recorre à Justiça para tentar leitos UTI em Valinhos

Reprodução de postagem em rede social com o desespero do filho - Reprodução

A  situação desesperadora é do filho Claudio Folegatti, que  tem o pai Irineu Folegatti, de 73 anos, internado na UPA de Valinhos desde domingo (28). Na batalha por salvar o pai, Claudio ouve do sistema público de saúde que não há vagas, apesar de uma médica dizer que é fundamental a transferência para um hospital. O caminho foi recorrer às unidades particulares, mas também não houve resposta positiva.

"Se não tiver uma intubação, ele vai morrer aos poucos de falta de ar. Essa é minha indignação. Dramático, porque a gente com filho como filho, como família, não sabe o que fazer. A gente quer pagar, mas não tem vaga nem pagando. (...) O desespero da gente é esse, ver o pai morrendo aos poucos e não ter o que fazer", lamentou o filho, Claudio Folegatti.

O outro lado

Por meio de nota, a Secretaria Estadual de Saúde afirma que a Central de Regulação de Ofertas e Serviços de Saúde (Cross) está monitorando os dois casos para auxiliar no processo de transferência.

"A Central funciona 24h por dia como mediadora de pedidos dos serviços de origem e os de referência, mas não é responsável por 'liberar' ou 'criar' vagas. Todo pedido de transferência é priorizado conforme o grau de urgência e monitorado por profissionais da Cross", afirma o governo.

A rede hospitalar estadual exclusiva para Covid-19 registrou, até quarta-feira (3), ocupação de 79,4% em UTI e 56 % em enfermaria na região de Campinas. "Mesmo com estes percentuais, é fundamental reforçar as medidas de prevenção e respeitar as diretrizes do Plano São Paulo e do 'toque de restrição' apresentado pelo Governo de SP".

Veja mais notícias sobre Valinhos.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 23 Abril 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://jtv.com.br/

No Internet Connection