Quarta, 27 Outubro 2021

Valinhos tem a maior letalidade, apesar da baixa taxa de contaminação da população

Somente no dia 05 de março, a cidade tinha 839 casos suspeitos - Foto Freepik

A pandemia do novo coronavírus talvez esteja no maior pico já registrado em nosso país, com números assustadores (apesar da subnotificação e da pouca testagem) tanto de casos quanto de mortes. As autoridades estão tentando de todas maneiras freara as contaminações e o aumento desenfreado de casos.

Os números no país são exorbitantes. Mais de 11 milhões de casos e mais de 265 mil mortes. O estado de São Paulo computa 2,15 milhões de casos e 62.570 mortes. A RMC (Região Metropolitana de Campinas) tem 185.531 casos e 4.551 mortes.

Valinhos tem até este dia 09 de março (terça-feira), um total de 5.170 casos e 176 mortes. Pelo levantamento feito pelo Jornal Terceira Visão, 3,94% da população contraiu o vírus e, desses contaminados, 3,40% veio a óbito. Os números têm aumentado significativamente e um dos dados que mais assusta é o número de casos suspeitos. Somente no dia 05 de março, a cidade tinha 839 casos suspeitos. O aumento de casos de 04 de janeiro até esta terça-feira (9) é de 1.905 casos, ou seja, um acréscimo de 36,85%. Já as mortes, neste mesmo período (64 dias) é de 47, ou 26,70%.

Não há vagas nos dois hospitais da cidade há pelo menos três semanas. Com taxa de 100% de ocupação, tanto nos leitos de enfermaria quanto nos leitos de UTI.

Abaixo veja a comparação entre as cidades de Valinhos, Campinas, Vinhedo, Louveira, Itupeva e Indaiatuba.

Veja mais notícias sobre Valinhos.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 27 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://jtv.com.br/