Sábado, 08 Mai 2021

Valinhos terá medidas mais duras ainda a partir desta terça (23)

Foto ilustrativa - Reprodução

Após a decisão dos prefeitos da Região Metropolitana de Campinas em adotar, regionalmente, o Toque de Recolher das 20h00 às 5h00, Valinhos passa, a partir desta terça-feira, em decreto a ser publicado, a endurecer ainda mais as medidas restritivas que já estão adotadas na cidade desde o dia 25 de fevereiro. Assim, após às 20h00 até às 5h00, só passam a funcionar na cidade os serviços essenciais, como postos de combustíveis, farmácias, hospitais, a UPA-Unidade de Pronto Atendimento 24 horas e serviços de delivery. Supermercados e padarias, que estão autorizadas a abrir na Fase Emergencial, devem encerrar os atendimentos presenciais até às 20h00. Estas mudanças permanecem até o dia 30 de março. A reunião entre os prefeitos contou com a participação, por meio de videoconferência, do secretário de Desenvolvimento Regional do Estado, Marco Vinholi.

"Desde o dia 25 de fevereiro, adotamos medidas mais restritivas na cidade, incluindo a restrição de circulação no período noturno e madrugada, com barreiras sanitárias e intensificação das fiscalizações. O objetivo não é arrecadar com multas mas sim contar com a colaboração de todos para este momento tão delicado que vivemos. Valinhos está há semanas com os hospitais da cidade com lotação máxima em UTI e enfermaria. Ainda, a UPA já atende acima de sua capacidade. Estas medidas de Toque de Recolher é para tentarmos, ainda mais, conter a circulação de pessoas e, assim, evitar a disseminação do vírus. A cidade já está acima do limite da capacidade de atendimento na área da saúde", afirmou a prefeita Capitã Lucimara, que pede, e muito, a colaboração de cada um neste momento delicado.

Os prefeitos rejeitaram a proposta de criação de um "lockdown regional" e da antecipação de feriados. O secretário Vinholi anunciou a antecipação da abertura de leitos de UTI Covid do AME (Ambulatório Médico de Especialidades) de Campinas do dia 29 de março para o dia 26 de março. Essa era uma das medidas que vinham sendo pleiteadas pelos prefeitos para tentar desafogar os hospitais superlotados de pacientes com Covid-19.

"Sei da urgência de todos e tenho total consciência do momento que estamos passando. Essa é a perspectiva mais otimista, que dia 26 o AME Campinas possa atender pacientes Covid", comentou Vinholi. "Me coloco à disposição dos prefeitos, individualmente, para discutir cada situação", completou o secretário estadual.

A prefeita Capitã Lucimara, inclusive, aproveitou a presença do secretário estadual e solicitou apoio em recursos para abrir mais leitos de enfermaria na cidade. O secretário se comprometeu a ajudar Valinhos nesta ação.

Fase emergencial do Plano São Paulo em Valinhos - Até 30 de março

-Toque de recolher entre 20h e 5h

Atividades proibidas

- Serviço de retirada (take-away) de todos os setores

- Lojas de materiais de construção

- Celebrações religiosas coletivas (recepção pode ser individual; celebrações on line permitidas)

- Atividades esportivas

- Atividades presenciais na Educação – Municipal e Particular

Teletrabalho obrigatório para atividades administrativas não essenciais

- Órgãos públicos

- Escritórios e qualquer atividade desde que o setor não seja essencial

- Não autorizada a entrega de alimentos e produtos ao cliente no estabelecimento comercial

- Permitido somente serviços de drive-thru, que é a retirada sem sair de dentro do veículo, (entre 5h e 20h) e delivery 24h para restaurantes e outros estabelecimentos comerciais

Os serviços essenciais como supermercados e padarias, podem funcionar até 20h00 (a partor .

Os serviços essenciais como postos de combustíveis, farmácias, hospitais e a UPA podem funcionar 24 horas.

O que continua fechado

- Comércio de rua e shoppings

- Bares e restaurantes (somente delivery)

- Venda de bebidas alcoólicas depois das 20h

- Salões de beleza, cabeleireiros e similares

- Academias, centros esportivos e clubes sociais

- Igrejas: celebrações coletivas (individuais são permitidas)

- Cinemas, teatros, salas de espetáculos, museus, galerias e bibliotecas

- Eventos e convenções

Atividades liberadas

Saúde: hospitais, clínicas, farmácias, clínicas odontológicas, lavanderias e estabelecimentos de saúde animal;

Alimentação: supermercados, hipermercados, açougues e padarias, lojas de suplemento, feiras livres (diurnas e noturnas). É vedado o consumo no local;

Bares, lanchonetes e restaurantes: serviços de entrega (delivery) e que permitem a compra sem sair do carro (drive-thru até 20hs). Válido também para lojas em postos de combustíveis, até 20h; Há proibição de vendas de bebidas alcoólicas depois das 20h.

Abastecimento: cadeia de abastecimento e logística, produção agropecuária e agroindústria, transportadoras, armazéns, postos de combustíveis;

Logística: estabelecimentos e empresas de locação de veículos, oficinas de veículos, transporte público coletivo, táxis, aplicativos de transporte, serviços de entrega e estacionamentos (empresas de vagas de estacionamentos);

Serviços gerais: lavanderias, serviços de limpeza, hotéis, manutenção e zeladoria, serviços bancários (incluindo lotéricas), serviços de call center, assistência técnica de produtos eletroeletrônicos e bancas de jornais;

Segurança: serviços de segurança pública e privada;

Comunicação social: meios de comunicação social, inclusive eletrônica, executada por empresas jornalísticas e de radiodifusão sonora e de sons e imagens;

Fonte Prefeitura de Valinhos

Veja mais notícias sobre Valinhos.

Veja também:

 

Comentários: 1

Thaís em Terça, 23 Março 2021 10:12

● Por que Valinhos (AINDA) não tem hospital de campanha; já que as UTIs não dão conta do montante de pacientes?
● Por que não investem no tratamento precoce?
● O que o município fez com o valor enviado pelo governo federal?
● Logo será necessário uma declaração para abastecer nos postos de gasolina, como já ocorre em São José do Rio Preto?
Valinhos faz parte do time do governador de SP, querendo quebrar o país???

● Por que Valinhos (AINDA) não tem hospital de campanha; já que as UTIs não dão conta do montante de pacientes? ● Por que não investem no tratamento precoce? ● O que o município fez com o valor enviado pelo governo federal? ● Logo será necessário uma declaração para abastecer nos postos de gasolina, como já ocorre em São José do Rio Preto? Valinhos faz parte do time do governador de SP, querendo quebrar o país???
Visitante
Sábado, 08 Mai 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://jtv.com.br/

No Internet Connection