Quinta, 26 Novembro 2020

Viaduto na região do Bom Retiro será uma das adequações ferroviárias em Valinhos

Obra trará avanços na mobilidade urbana - Reprodução Governo SP

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou no dia 19 de outubro, o investimento privado de R$ 6 bilhões, pela empresa Rumo Logística, na malha ferroviária do Estado em obras de duplicação, reativação de trechos inativos, ampliação de pátios e modernização da ferrovia por todo Estado de São Paulo.

A malha administrada pela Rumo conecta todas as regiões do estado com um conceito de multimodalidade, tendo integração com a hidrovia Tietê-Paraná e com a malha rodoviária estadual. A Malha Paulista é uma das mais diversificadas do País, sendo responsável pelo transporte de soja, farelo de soja, milho, açúcar, combustíveis, fertilizantes, celulose, minérios e contêineres.

De acordo com Doria, o investimento irá gerar 134 mil novos empregos e atingirá 5 milhões de pessoas em 72 municípios paulistas com "mais segurança viária e mobilidade urbana", sendo uma dessas cidades, Valinhos. "Esta ação solidifica a posição do Estado de São Paulo como principal corredor de exportação do agronegócio brasileiro", reforçou o governador, durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

Os endereços que passarão pela adequação viária em Valinhos são: Rua Treze de Maio; Av. Paulista; Rua São Carlos; Rua João Bissoto Filho e Rua Luis Bissoto, com verba R$20.101.995,71 totalizando os investimentos e reformas na cidade. Segundo plano de obras será construído um viaduto de quatro faixas de rolamento com iluminação, sobre a linha férrea do Jd. Bom Retiro que perpassa até a Av. Paulista, por conta dessa obra serão necessárias adequações viárias nas ruas ao entorno.

Além de Valinhos, outros 71 municípios passarão pela obra ferroviária, como: Campinas, Catanduva, Cubatão, Limeira, São Carlos, São José do Rio Preto e Votuporanga. O presidente da RUMO Logística, João Alberto Abreu, prometeu velocidade média nas vias de carga de 60 km/h e ampliação da capacidade 35 milhões de toneladas por ano para 75 milhões de tonelada. Além de produtos da região do Mato Grosso, haverá entradas de bens advindos de Goiás e região. O executivo destacou a implantação de anéis ferroviários para reduzir o impacto do transporte de cargas nos ramais de passageiros.

Nesta quinta-feira (29) representantes da Rumo Logística estiveram na prefeitura de Valinhos para atender demandas solicitadas, tais como roçadas na linha, passagens em nível, o túnel da Vila Santana, entre elas. Neste encontro entrou em pauta o chamado "caderno de obrigações" que a empresa terá que cumprir até o final de 2022, por conta de sua concessão para uso dos trilhos ter sido aumentada para 30 anos. Dentre as obras que constam deste documento estão as obras que serão feitas em Valinhos. Participou também desta conversa o coordenador da frente parlamentar de transportes Lorival Messias de Oliveira.

Veja mais notícias sobre Valinhos.

Veja também:

 

Comentários: 3

Antonio Lopes Romera em Sexta, 30 Outubro 2020 15:42

Eu acho que o melhor seria retirar a linha de trem de dentro da cidade porque nao transporta mais passageiro so carga. Esse trem passando dentro da cidade so encomoda os moradores praximo e problema na travessia de carros e pedestres.

Eu acho que o melhor seria retirar a linha de trem de dentro da cidade porque nao transporta mais passageiro so carga. Esse trem passando dentro da cidade so encomoda os moradores praximo e problema na travessia de carros e pedestres.
ADILSON UILER NASCIMENTO em Segunda, 02 Novembro 2020 15:57

Mais trinta ou cinquenta anos de propinas, daí-lhe Bolsonaro neles.

Mais trinta ou cinquenta anos de propinas, daí-lhe Bolsonaro neles.
Pércio Palmeira em Sexta, 13 Novembro 2020 18:05

É Isto aí. Mobilidade é tudo o que precisa neste país e o trem intercidades, trará um desenvolvimento sustentável, para a nossa cidade, com forte benefício para o comércio central e redução de custos e de tempo de deslocamentos entre Valinhos/Campinas e Valinhos e São Paulo. É assim que funciona nos países desenvolvidos. Estamos com quase 50 anos de atraso nesta questão. Que venha com alegria estas obras, adequando a região para recebermos o Trem intercidades.

É Isto aí. Mobilidade é tudo o que precisa neste país e o trem intercidades, trará um desenvolvimento sustentável, para a nossa cidade, com forte benefício para o comércio central e redução de custos e de tempo de deslocamentos entre Valinhos/Campinas e Valinhos e São Paulo. É assim que funciona nos países desenvolvidos. Estamos com quase 50 anos de atraso nesta questão. Que venha com alegria estas obras, adequando a região para recebermos o Trem intercidades.
Visitante
Quinta, 26 Novembro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://jtv.com.br/

No Internet Connection