News

Tendência alarmante: cresce número de registros sem paternidade em Valinhos

Levantamento do Jornal Terceira Visão revela aumento de crianças registradas apenas com o nome da mãe tanto na cidade como no estado de São Paulo

Um preocupante aumento no número de registros de recém-nascidos sem o nome paterno foi identificado em um levantamento exclusivo realizado pelo Jornal Terceira Visão, em parceria com os Cartórios de Registro Civil de São Paulo.

Entre agosto de 2022 e o final de julho deste ano, o levantamento apontou que 28.793 bebês foram registrados no estado sem a inclusão do nome do pai em suas certidões de nascimento. Isso equivale a 5,51% do total de nascimentos no mesmo período, o qual atingiu a marca de 522.989.

Comparação com anos anteriores

Esse índice alarmante é ainda mais elevado do que o registrado entre agosto de 2021 e julho de 2022, quando 27.802 crianças, representando 5,32% do total de nascimentos (531.381), não tiveram o nome paterno registrado. A tendência preocupa, pois demonstra um aumento progressivo nessa estatística crucial.

Realidade em Valinhos

O município de Valinhos também enfrenta essa questão, onde os números vêm crescendo. Durante o período de 2022 a 2023, o registro de 31 pais ausentes foi observado em um total de 1.003 nascimentos, representando um aumento de 10,71% em relação ao período anterior. Esse índice supera os registrados entre agosto de 2021 e julho de 2022, quando 28 crianças, das 986 nascidas no período, não tiveram o nome do pai incluído em suas certidões de nascimento.

Todas essas estatísticas são registradas no Portal da Transparência do Registro Civil, uma plataforma abrangente administrada pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil). Essa plataforma reúne dados sobre nascimentos, casamentos e óbitos registrados nos 7.654 Cartórios de Registro Civil presentes em todo o Brasil, refletindo as informações dos municípios e distritos do país. A crescente ausência paterna nos registros de nascimento é uma realidade preocupante e demanda uma abordagem mais ampla para sensibilizar sobre a importância da paternidade legal e responsável.

Leia anterior

ENEM 2023: explorando possíveis temas para a redação

Leia a seguir

Fase Final do Basquete 3X3 de Valinhos agita o Ginásio Municipal neste sábado